Políticos dos EUA forçaram empresas a abandonar criptomoeda do Facebook

LinkedIn

Outubro não tem sido o mês do Facebook, em se falando de suas pretenções de lançar sua própria criptomoeda, a Libra. Primeiro, foi a notícia da desistência do PayPal. Depois, eBay, Visa, Mastercard e Stripe seguiram o no mesmo caminho. Mas o que será que aconteceu.

Recentemente publicamos que aparentemente questões regulatórias que podem ser aplicadas a criptomoeda, sejam o motivo por trás da saída de todas elas.

Exceto o eBay, as outras empresas, são processadores de pagamento, e provavelmente temem que a Libra não consiga atender aos requisitos regulatórios específicos existentes para lidar com casos de fraudes, lavagem de dinheiro etc. Então, os processadores de pagamento podem ter que assumir a culpa.

Isso basicamente significa que essas empresas devem ter deixado a Associação pensando que, caso os orgãos reguladores encontrem algo de errado, como um caso de fraude, talvez elas tenham que arcar com a culpa e as consequências, em vez do Facebook.

Mas agora surgiu na mídia internacional que uma das razões para o efeito dominó das partidas foi a pressão do governo americano. Especificamente, alguns senadores do país pediram que essas empresas cortassem os laços com o projeto do Facebook.

O senador Sherrod Brown, de Ohio, e o senador Brian Schatz, do Havaí, enviaram cartas para as empresas envolvidas no projeto de criptomoeda do Facebook, Libra. Os políticos destacam na carta que o Facebook tem tido dificuldades para lidar com questões acerca do vazamento de dados e que a Libra pode representar problemas ainda maiores para a empresa de rede social. Na carta eles alertaram que há uma expressa preocupação de que a Libra, a criptomoeda do Facebook, seja utilizar para financiar crimes graves, como tráfico de armas ou tráfico de pessoas.

“Nós pedimos que você considere cuidadosamente como suas empresas vão gerir estes riscos antes de prosseguir, dado que o Facebook ainda não demonstrou ao Congresso, reguladores financeiros – e talvez nem mesmo para suas empresas – que está buscando combater esses sérios riscos”. Diz um trecho da carta

Vale destacar que muita gente importante do setor de criptomoedas tiveram reações negativas ao saber das cartas enviadas pelos políticos americanos. Um deles é Gabor Gurbacs que solicitou aos órgãos governamentais nos Estados Unidos que seja intensificado e haja uma permissão para que os americanos assumam a liderança nesse novo mercado.

O especialista em blockchain twittou uma foto da carta endereçada ao CEO da Stripe Patrick Collison e assinada pelos senadores Brown e Schatz e também comentou sobre a “censura” que eles estavam causando.

CapturadeTela2019-10-14às12.29.09

As empresas envolvidas se recusaram a fazer comentários, mas é claro que a pressão do governo dos EUA está impactando o desenvolvimento da criptomoeda do Facebook, a Libra.

 

Veja o Ranking das principais criptomoedas

Deixe um comentário