Bom dia, Investidor! 11 de novembro de 2019

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor! Com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Destaques corporativos

Alpargatas (ALPA4): A Alpargatas teve no 3T19 lucro líquido atribuído aos controladores de R$ 66,3 milhões, o que representa uma queda de 45,2% em comparação com o mesmo período de 2018.Já o lucro líquido consolidado da companhia atingiu R$ 58,5 milhões, com queda de 51,2% na mesma base de comparação.O Ebitda atingiu R$ 150,3 milhões, queda de 34,6%.

Tecnisa  (TCSA3): A Tecnisa registrou prejuízo no terceiro trimestre um prejuízo líquido de R$ 52 milhões, reduzindo as perdas em comparação ao mesmo período do ano passado (-R$ 73 milhões) e na comparação com o segundo trimestre deste ano (-R$ 144 milhões).O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda) foi negativo e R$ 39,5 milhões, desempenho 39% inferior ao resultado também negativo de um ano antes.A receita líquida foi de R$ 75 milhões, revertendo um faturamento negativo de R 26 milhões de um ano antes e uma melhora de 58% sobre o segundo trimestre deste ano.Para o Itaú BBA, o resultado da Tecnisa foi ligeiramente negativo, com um perda líquida acima do projetada, principalmente por conta de receitas patrimoniais piores e outras despesas. A frente operacional, porém, foi o destaque do trimestre, com vendas sólidas de unidades concluídas.(fonte:infomoney)

Banrisul (BRSR6): O Banrisul registrou lucro líquido de R$ 291,9 milhões no terceiro trimestre deste ano – praticamente estável na comparação anual –, enquanto em nove somou R$ 947,3 milhões, um aumento de 19,0%.O lucro líquido ajustado pelos eventos extraordinários totalizou R$ 917,5 milhões nos nove meses de 2019, alta 15,2%. Segundo o banco, o desempenho no ano reflete a relativa estabilidade da margem financeira, aumento das despesas de provisão para créditos de liquidação duvidosa, crescimento das receitas de tarifas e prestação de serviços e a relativa estabilidade das despesas administrativas.O patrimônio líquido atingiu R$ 7,734 bilhões em setembro de 2019. O aumento de R$ 483,0 milhões ou 6,7% em um ano teve como origem a incorporação dos resultados gerados, pagamentos de juros sobre o capital próprio e provisionamento de dividendos, reclassificação para resultados de exercícios futuros e remensuramento do passivo atuarial, referente aos benefícios pós-emprego (CPC 33 – R1).Os ativos totais apresentaram saldo de R$ 80,637 bilhões em setembro de 2019, com crescimento de 6,3% em um ano, proveniente, especialmente, do crescimento nos depósitos e nos recursos em letra.(fonte:infomoney)

Agenda esta semana divulgação balanços: 

Segunda, 11 
– Antes do pregão: Banrisul

– Após o pregão: Itaúsa, Eletrobras, Mafrig, Banco Pine, São Martinho, Yduqs (Estácio), BR Distribuidora, Cosan, Enauta, Anima

Terça, 12
– Antes do pregão: Embraer

– Após o pregão: MRV, Aliar, Minerva, CPFL Energia, Copel, Equatorial, Fras-le, Helbor, Le Lis Blanc, Cosan Logística

Quarta, 13
– Antes da pregão: Cogna (Kroton)

– Após o pregão: Via Varejo, Qualicorp, Taesa, Aliansce/Sonae, Bradespar, Br Malls, Ez Tec, Ferbasa, Taurus, Hapvida, Light, Natura, Positivo, Randon, Rossi, Vivara, Centauro, Alupar.

Fonte:FinanceNews

 

Notícias

Cenário Externo

Mercados… Bolsas asiáticas iniciaram a semana em queda, com destaque para a bolsa de Hong Kong, que voltou a recuar de forma acentuada (-2,6%) em função das manifestações que assolam a região. Na zona do euro, índices de mercado também abriram com viés baixista, mesmo que com menos intensidade: o índice pan-europeu, STOXX 600, recua 0,5% até o momento. Nos EUA, índices futuros em queda apontam para uma abertura fraca também em NY, e o dólar (DXY) recua contra seus principais pares. Na frente das commodities, ativos acompanham a dinâmica dos mercados. O preço do petróleo (Brent crude) recua 1,3%, voltando a operar abaixo dos US$ 62,00/barril.(por: Guide Investimentos) 

Mais indefinição… Na falta de uma maior definição no tocante à fase 1 do acordo entre China e Estados Unidos, uma série de eventos contribuiu para o cenário de incerteza global, levando ativos de risco a iniciarem a semana com viés negativo. Após o otimismo predominar nos primeiros dias da semana, a declaração de Donald Trump de que não teria concordado em eliminar tarifas de importação que já estão em vigor sobre produtos chineses foi o principal driver da virada verificada nos mercados.(por: Guide Investimentos) 

Agenda… Reunião do BRICS acontece nos dias 13 e 14 no Brasil.O Brasil receberá nos dias 13 e 14 de novembro os chefes-de-Estado dos demais países do BRICS – Rússia, Índia, China e África do Sul – para a 11a reunião de cúpula do bloco, e a expectativa é de que sejam anunciados avanços na parceria destas nações em temas como inovação, combate à corrupção e saúde.

Brasil

Boletim Focus: 

Inflação: Estimativa subiu para 3,31% em 2019. Para 2020, o mercado manteve em 3,60%. 

PIB: Estimativa mantém em 0,92% para 2019. Para 2020, subiu para  2,08%. 

Taxa de juros: Manteve em 4,5% a.a. a taxa da Selic. Para 2020, continuou em 4,50%. 

Dólar: Manteve em R$ 4. Para 2020, continuou estável em R$ 4.  

Balança comercial: Recuo para US$ 47 bi em 2019. Para 2020, caiu para US$ 42,95 bi. 

Investimento estrangeiro: Estável em de US$ 80 em 2019  Para 2020, permanece em US$ 80 bi . 

■ Commodities  

Minério de ferro: Os contratos futuros mais líquidos do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian, na China, tiveram queda de -2,39% a 591,50 iuanes..  

Petróleo:  Brent: -1,34% (US$ 61,67)

Ouro: Os contratos de referência do Ouro, com vencimento em dezembro:  a US$ 1.465,15, alta de  +0,17%.

Agenda econômica

■ Brasil

  • A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulga às 8h os dados da primeira prévia do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) referentes a novembro.
  • A FGV divulga às 8h os dados regionais da primeira leitura do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) referentes a novembro.
  • O Banco Central (BC) divulga às 8h30 o Relatório Focus com as previsões do mercado para a economia.
  • O Ministério da Economia divulga às 15h os dados da balança comercial vaté a última semana.

■ Indicadores Internacionais

  • EUA – Não há indicadores previstos.
  • Reino Unido – A balança comercial de setembro será publicada às 6h30 pelo departamento de estatísticas.
  • Reino Unido – O índice do setor de serviços de setembro será publicado às 6h30 pelo departamento de estatísticas..
  • Reino Unido – A produção industrial de setembro será publicada às 6h30 pelo departamento de estatísticas.
  • Reino Unido – A leitura preliminar do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre de 2019 será publicada às 6h30 pelo departamento de estatísticas.

Termômetro B3

DESTAQUES VAR %  FECHAMENTO (R$)
TIMP3  +2,56% R$ 12,81
BRKM5  +1,73% R$ 31,25
BRDT3  +1,72% R$ 27,88
CVCB3 -14,15% R$ 44,49
ELET3 -4,93% R$ 38,22
GOLL4 -4,50% R$ 33,97

 

Deixe um comentário