Brasil espera ter 22,9 milhões de testes para coronavírus, diz ministério

LinkedIn

BRASÍLIA (Reuters) – O governo federal decidiu seguir a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) de realizar o maior número possível de testes para identificação de pessoas infectadas com o novo coronavírus e espera ter um total de 22,2 milhões de kits à disposição para enfrentar a doença, afirmou nesta terça-feira o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira.

Segundo o secretário, os testes serão divididos em dois tipo diferentes: 14,9 milhões de testes moleculares e outros 8 milhões de testes rápidos.

“Apesar de considerar que poderíamos ter uma estratégia menos intensa, vamos seguir a orientação da OMS”, disse o secretário em entrevista coletiva.

A Reuters antecipou na segunda-feira que o Ministério da Saúde mudaria o protocolo e aumentaria a testagem para coronavírus. [nL1N2BG1VM]

(Reportagem de Ricardo Brito)

Deixe um comentário