Bitmain lança máquina de mineração de bitcoin mais barata para competir com MicroBT

LinkedIn

Bitmain, fabricante chinesa de máquinas de mineração de bitcoin, lançou um novo modelo mais barato de sua série Antminer.

O T19 da série Antminer possui uma taxa de hashes (processamento) de 84 terahashes por segundo (TH/s) e eficiência energética de 37,5 joules por terahash (J/TH).

CapturadeTela2020-06-01às08.45.35

Os números são ótimos em comparação ao modelo S19, que possui uma taxa de hashes de até 95 TH/s. O Antminer custa cerca de US$ 1.750, enquanto o S19 custa US$ 1.785.

No quesito profitabilidade, o novo modelo T19 pode gerar uma renda de US$ 3,14 por dia, enquanto o S19 pode gerar rendimentos de US$ 3,93 por dia, segundo os cálculos do F2Pool (considerando um custo de eletricidade de US$ 0,05 por kilowatt/hora).

Bitmain afirmou que T19 possui o mesmo tipo de chips que os modelos S19 e S19 Pro, além de ser mais eficiente que o modelo T17.

Bitmain sempre teve as séries S e T de seus produtos Antminer, segundo Thomas Heller, diretor de comércio global do F2Pool. Os produtos da série S são os principais enquanto os da série T são mais baratos.

A venda do modelo T19 da Antminer começa hoje e a máquina será enviada entre os dias 21 e 30 de junho, enquanto a data de envio para o S19 será entre os dias 1º e 30 de setembro, já que está esgotado. Isso poderia forçar mineradores a comprar o modelo T19.

CapturadeTela2020-06-01às08.46.22

Bitmain limitou as aquisições do T19 de até duas máquinas por usuário para “evitar acumulação”.

O novo produto aparece em uma época em que mineradores de bitcoin buscam substituir suas velhas máquinas com máquinas poderosas após o halving, que reduziu recompensas pela mineração por bloco de 12,5 BTC para 6,25 BTC.

Atualização das taxas de falha do Antminer

Os modelos Antminer S17 e T17 da Bitmain tiveram uma alta taxa de falha de 20-30% em comparação à taxa “normal”, de cerca de 5%.

Anteriormente, a empresa havia confirmado ao The Block que está “prestando muita atenção aos problemas de alguns produtos da série 17 e começou a negociar soluções com clientes que tiveram problemas com o produto”.

Na semana passada, a Bitmain lançou um novo firmware para os modelos S17+ e T17+ e pediu que os usuários o atualizassem aos poucos.

“Favor testar uma pequena quantidade de máquinas antes ao atualizar o firmware. Por exemplo, usuários devem atualizar pelo menos 10-30 unidades por mais de 24 horas. Após confirmarem que não há problemas, usuários podem atualizar mais mineradoras”, afirmou Bitmain.

A empresa disse que também iria melhorar o firmware “para a péssima situação causada por falhas de energia em fazendas hidrelétricas de mineração”.

Recentemente, a Bitmain se uniu à americana Core Scientific para permitir que mineradores da América do Norte tenham certificado para consertarem suas máquinas de mineração sem terem que ir até a China.

Bitmain está tomando diversas medidas para recuperar sua participação de mercado contra sua adversária MicroBT, fabricante dos produtos Whatsminer.

Os modelos M30S+ e MS30++ são as segundas e terceiras máquinas de mineração mais rentáveis atualmente, segundo os cálculos da F2Pool.

Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento

Deixe um comentário