FMI diz que bônus argentinos seriam sustentáveis sob proposta do governo para reestruturação

LinkedIn

A dívida argentina seria sustentável sob a mais recente proposta de reestruturação do governo, e o país em recessão tem espaço “limitado” para melhorar a oferta, avaliou o Fundo Monetário Internacional (FMI) em comunicado nesta segunda-feira.

O governo, que entrou em default em maio, está negociando a renovação de cerca de 65 bilhões de dólares em dívidas que classificou como insustentáveis. As negociações com os credores estão se aproximando do prazo final para um acordo, a terça-feira. O mercado espera que o governo postergue o prazo.

“A proposta revisada das autoridades argentinas de reestruturação da dívida seria consistente com a restauração da sustentabilidade da dívida com alta probabilidade”, afirmou o comunicado do FMI.

“A avaliação da equipe do FMI sugere ainda que há apenas um escopo limitado para aumentar os pagamentos aos credores privados e ainda atender aos limites da dívida e do serviço da dívida”, afirmou o documento.

Conheça o Telegram ADVFN e fique por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro. 

Deixe um comentário