Notre Dame (GNDI3) compra Grupo Santa Mônica em Minas Gerais

LinkedIn

A Notre Dame Intermédica Participações (BOV:GNDI3) informou que sua subsidiária  Notre Dame Intermédica Saúde celebrou um acordo para a aquisição da SMV Serviços Médicos Ltda., Hospital e Maternidade Santa Mônica S.A., Incord – Instituto de Neurologia e do Coração de Divinópolis Ltda. e Bioimagem Diagnósticos por Imagem e Laboratório de Análises Clínicas Ltda. (Grupo Santa Mônica).

O comunicado foi feito através de um fato relevante nesta quinta-feira(25). O preço de aquisição foi de R$ 233 milhões, incluindo os imóveis dos dois hospitais. Serão pagos R$ 100 milhões à vista, em dinheiro, na data de fechamento da transação, e R$ 133 milhões em seis parcelas iguais e anuais, descontado o endividamento líquido a ser apurado na data de fechamento e abatidas eventuais contingências.

Com a conclusão da transação, a companhia passará a deter, de forma indireta, o controle do Grupo Santa Mônica, com 89,9% das quotas da SMV Serviços Médicos Ltda.; 92,0% das quotas do Hospital e Maternidade Santa Mônica S.A.; 75,2% das quotas da Incord – Instituto de Neurologia e do Coração de Divinópolis Ltda.; e 86,1% das quotas do Bioimagem Santa Mônica Ltda

Fundado em 1993, o Grupo Santa Mônica é o maior operador de saúde verticalizado do Centro Oeste Mineiro. Sua área de atuação considera um agrupamento de municípios com mais de 1,1 milhão de habitantes (340 mil beneficiários de planos de saúde) e forte presença das indústrias siderúrgica e têxtil, além de um relevante mercado local de consumo e serviços.

Em 2019, o Grupo Santa Mônica apresentou um faturamento líquido consolidado de R$ 89 milhões, com sinistralidade caixa de 74% e EBITDA R$ 14 milhões (margem de 15,9%).

O plano de integração ainda prevê relevantes sinergias operacionais e a criação de um nova regional da companhia no Estado de Minas Gerais.

“Apesar do cenário desafiador gerado pela Pandemia do COVID-19, o Grupo Santa Mônica tem apresentado em 2020 crescimento de receita (tanto em sua operação de saúde suplementar quanto na venda de serviços médico-hospitalares) e de rentabilidade, em comparação com o mesmo período em 2019”, afirmou a Notre Dame Intermédica em fato relevante.

Deixe um comentário