Wirecard: Emissora de cartão de débito de criptomoedas entra com pedido de insolvência

LinkedIn

A fintech Wirecard, que suporta muitos dos cartões de débito cripto do mercado, supostamente entrou em processo de insolvência.

Conforme relatado pelo Wall Street Journal e outros, a Wirecard apresentou uma solicitação ao tribunal do distrito de Munique para começar a se preparar para os procedimentos de resolução de insolvências.

A empresa citou sua “insolvência iminente e grande endividamento” como motivação para o ato, aludindo aos US$ 2,1 bilhões de seu balanço que desapareceram.

Os eventos ocorreram rapidamente para a Wirecard desde a descoberta de que 32% de seu balanço nunca existiu. A empresa rapidamente se tornou conhecida quando o CEO fundador e outros executivos de alto escalão renunciaram, sendo o primeiro preso posteriormente na terça-feira.

Insolvência, mas ainda não falência

Solicitar insolvência implica que a empresa não pode cumprir suas obrigações de dívida no curto prazo, devido ao fluxo de caixa negativo ou a um saldo negativo do ativo líquido. Dado o escopo do incidente, o último parece ser o caso.

De acordo com seu último relatório financeiro em 2018, a empresa tem um lucro líquido de cerca de US$ 350 milhões, embora, devido ao histórico recente, os investidores possam querer examinar mais de perto os números.

Durante os procedimentos de insolvência, as empresas geralmente adotam medidas drásticas para se manter ativa, como corte de pessoal e despesas, reestruturação de dívida, venda de parte de seus ativos e outros.

A falência ocorre quando a empresa é completamente incapaz de pagar suas obrigações de dívida. Embora a insolvência seja um pré-requisito disso, ela não indica falha completa da empresa.

A Wirecard é a emissora de muitos cartões de débito cripto, incluindo os do Crypto.com, Cryptopay, alguns cartões Wirex e TenX.

Por Andrey Shevchenko

Veja o Ranking das principais criptomoedas

Deixe um comentário