ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for smarter Negocie de forma mais inteligente, não mais difícil: Libere seu potencial com nosso conjunto de ferramentas e discussões ao vivo.

Exchange BitMEX intensifica medidas de AML e de vigilância na plataforma

LinkedIn

BitMEX, uma das maiores plataformas de negociação de Bitcoin (BTC) do mundo, continua a fortalecer suas medidas contra a lavagem de dinheiro após acusações criminais nos Estados Unidos.

De acordo com uma postagem no blog no dia 12 de novembro, a BitMEX fez uma parceria com a empresa de software e conformidade Eventus Systems para melhorar sua vigilância e AML das transações.

De acordo com o comunicado, a tecnologia Eventus Validus será integrada à vigilância comercial existente da BitMEX e aos processos AML, a fim de fornecer um “ambiente de negociação seguro e protegido” para seus usuários. “Seremos capazes de filtrar com mais eficiência os agentes mal-intencionados e aumentar o monitoramento proativo de atividades comerciais não autorizadas na plataforma BitMEX”, diz a postagem do blog.

Malcolm Wright, o diretor de compliance recém-contratado da BitMEX, observou que a seleção da Eventus é uma parte importante dos planos da empresa para desenvolver ainda mais seus recursos de conformidade:

“A escolha da Eventus faz parte do nosso compromisso contínuo de alcançar esta visão, à medida que executamos iniciativas de assinatura, como o nosso Programa de verificação de usuário.”

A mais recente mudança AML da BitMEX é outro esforço para intensificar seus processos de conformidade, uma vez que enfrenta acusações criminais pela Comissão de Negociação de Futuros de Commodities dos EUA.

Em 1º de outubro, a CFTC acusou a exchange de derivativos da BitMEX  de operar uma plataforma de negociação não registrada e de violar os regulamentos AML. Juntamente com as acusações da CFTC, o Departamento de Justiça também argumentou que a BitMEX falhou em implementar os programas de Conheça seu Cliente e AML, violando a Lei de Sigilo Bancário.

Os executivos da BitMEX posteriormente negaram as alegações, dizendo que ela continuará operando normalmente, mas a exchange contratou um novo diretor de compliance e criou um novo programa de verificação KYC. Os usuários que não concluírem o programa KYC não poderão retirar fundos do BitMEX após 4 de dezembro de 2020.

Por Helen Partz

Deixe um comentário