Futuros dos EUA avançam na manhã desta segunda-feira

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas asiáticas recuperaram na sessão desta segunda-feira, depois que a China e mais 14 economias da região assinaram no domingo, um acordo para formar a maior aliança comercial do mundo, a Regional Comprehensive Economic Partnership, visando reduzir gradualmente as tarifas entre várias companhias áreas.

No Japão, o Nikkei subiu 2,05%, enquanto o Topix subiu 1,68%. A economia do Japão cresceu 21,4% no terceiro trimestre, em termos anualizados. Na base trimestral, a economia cresceu 5%, acima das previsões de 4,4%, de acordo com a Reuters, sinal de que o país está se recuperando dos danos causados ​​pela pandemia.

Na Coreia do Sul, o Kospi subiu 1,97%.

Na China Continental, o composto de Xangai subiu 1,11%, enquanto o Shenzhen Component subiu 0,7. A produção das fábricas do país cresceu mais rápido do que o esperado em outubro, saltando 6,9%, de acordo com a Reuters. As vendas no varejo continuaram a recuperar, subindo 4,3% ante ano anterior, mas ficou aquém das previsões de um crescimento de 4,9%.

O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 0,86%. As ações dos setores de jogos e financeiros listadas na cidade foram destaques positivos. O Standard Chartered teve alta de 4,80%, enquanto o HSBC saltou 3,49%.

Na Austrália, o Australian Securities Exchange interrompeu a negociação das ações logo após a abertura e permaneceu fechada pelo resto do dia devido a um problema de software que criou “dados imprecisos”, disse a agência em um comunicado. Ela acrescentou que retomará as negociações no horário usual de terça-feira.

Os mercados indianos ficaram fechados devido a um feriado.

No geral, o índice da MSCI para ações da Ásia-Pacífico exceto Japão subiu 1,28%.

EUROPA: As bolsas europeias sobem nesta segunda-feira, ajudadas por dados que mostraram que a recuperação econômica asiática está acelerando, porém não na mesma proporção de seus pares orientais.

Depois de subir 5% na semana passada quando a Phizer divulgou que a sua vacina é mais de 90% eficaz na prevenção contra o Covid-19, o Stoxx Europe 600 avança 0,55%.

O alemão DAX 30 sobe 0,71%, o francês CAC 40 avança 1,11%, enquanto o IBEX 35 da Espanha e o FTSE MIB da Itália sobem 2,09% e 1,03%, respectivamente.

Os bancos espanhóis são destaque de alta depois que o BBVA chegou a um acordo para vender sua divisão nos EUA. O grupo financeiro espanhol BBVA concordou em vender seu braço nos Estados Unidos, BBVA USA Bancshares, para o PNC Financial Services Group por US $ 11,6 bilhões. As ações do BBVA saltam mais de 15%, enquanto o Banco de Sabadell dispara 12%.

Em Londres, o FTSE 100 sobe 0,68%. As mineradoras listadas na LSE avançam. Anglo American sobe 1,7%, Antofagasta avança 3%, enquanto BHP e Rio Tinto operam em alta de 1,5% e 1,2%, respectivamente. Entre as produtoras de petróleo, BP sobe 1,1% e Royal Dutch Shell adiciona 1,2%.

Um estudo do Instituto Nacional do Câncer (INT) da cidade italiana de Milão divulgou que o coronavírus estava circulando na Itália desde setembro de 2019, sinalizando que a Covid-19 pode ter se espalhado para além da China antes do que se pensava, informou a Reuters neste fim de semana.

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson, que já sofreu de COVID-19, está de quarentena depois de se encontrar com um membro do parlamento que contraiu o vírus. O primeiro ministro não apresenta sintomas. A Alemanha está supostamente pensando em medidas mais duras para combater o COVID-19, enquanto os casos estão aumentando na Itália.

Também é uma semana crítica para as negociações entre o Reino Unido e a União Europeia sobre o acordo comercial, já que os termos atuais expiram no final do ano.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA operam em alta na manhã desta segunda-feira, após desempenho semanal misto na semana passada.

O S&P 500 registrou uma alta recorde de fechamento de sexta-feira, fechando com um ganho de 2,2% na semana. O índice Dow Jones subiu mais de 4% na semana passada, após atingir um recorde intradiário no período. O Nasdaq Composite caiu 0,6% na semana passada.

A Pfizer e a BioNTech disseram na semana passada que sua vacina contra o coronavírus é mais de 90% eficaz na prevenção de Covid-19 entre os participantes sem evidência de infecção anterior. A notícia gerou esperança de uma recuperação econômica, tornando atraentes as ações dos setores de viagens, como a United Airlines e a Carnival, que na semana passada subiram 12,4% e 15,9%, respectivamente.

Porém, o número de casos de coronavírus ainda está aumentando, ameaçando as perspectivas de uma rápida recuperação econômica. Mais de 11 milhões de infecções por Covid-19 foram confirmadas nos EUA, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins. Dados do Projeto de Rastreamento do COVID também mostraram que mais de 68.500 pessoas nos EUA estão hospitalizadas com o coronavírus.

Na agenda econômica, está prevista a divulgação do Empire State Manufacturing Index às 10h30.

BOVESPA: Hoje é vencimento de opções
ÍNDICES FUTUROS – 7h10:
Dow: +0,91%
SP500: +0,81%
NASDAQ: +0,49%

COMMODITIES
MinFe Dailan: +1,26%
Brent: +1,64%
WTI: +1,84%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Deixe um comentário