Mercados tentam manter o otimismo após altas consistentes na segunda-feira

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta na ultima terça-feira, com as ações de companhias aéreas disparando, reagindo aos desenvolvimentos positivos frente à vacina contra o coronavírus.

Na China Continental, o composto de Xangai caiu 0,4%, enquanto o Shenzhen Component recuou 1,04%. O índice de preços ao consumidor da China subiu 0,5% em outubro em relação ao ano anterior, ante expectativas de um aumento de 0,8% em uma pesquisa da Reuters. O índice de preços ao produtor da China em outubro caiu 2,1% no comparativo anual, próximo das expectativas de queda de 2%.

No Japão, o Nikkei subiu 0,26%, enquanto o índice Topix ganhou 1,12%.

Na Coreia do Sul, o Kospi fechou em alta de 0,23%.

No sudeste da Ásia, o índice Straits Times de Cingapura avançou 3,37%. O índice SET Composite da Tailândia saltou mais de 4%.

O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 1,10%.

Na Austrália, o S & P / ASX 200 subiu 0,66%, fechando em 6.340,50. Entre as mineradoras, Fortescue Metals caiu 0,2%, Rio Tinto recuou 0,8% e BHP fechou estável. As produtoras de petróleo dispararam. Santos saltou 12,2% e Woodside Petroleum fechou em alta de 7%.

O índice MSCI para Ásia-Pacífico exceto Japão fechou em alta de 0,1%.

EUROPA: As bolsas europeias operam sem direção na manhã de terça-feira, após a alta na sessão anterior.

O pan-europeu Stoxx 600 oscila para ambos os lados no início das negociações, com ações de tecnologia recuando, enquanto os bancos avançam, conforme surgem sinais de crescimento.

O alemão DAX 30 cai 0,26%, o FTSE MIB da Itália recua 0,07%, enquanto o francês CAC 40 avança 0,86% e o IBEX 35 da Espanha sobe 2,13%.

Em Londres, o FTSE 100 sobe 0,89%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American cai 0,3%, Antofagasta sobe 2%, BHP avança 1% e Rio Tinto salta 0,9%. Entre as empresas de energia, BP dispara 5,9% e Royal Dutch Shell acrescenta 4,1%.

A abertura mais tímida ocorre após uma alta nos mercados de ações globais na segunda-feira, depois que a gigante farmacêutica norte-americana Pfizer e a empresa de biotecnologia alemã BioNTech disseram que sua vacina contra o coronavírus foi mais de 90% eficaz na prevenção de Covid-19.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA oscilam entre altas e baixas nas negociações da manhã de terça-feira, após uma alta recorde desencadeada por notícias promissoras de vacina contra o coronavírus.

A notícia levou os mercados globais, que já estavam negociando em alta na segunda-feira, com os investidores reagindo à vitória de Joe Biden sobre Donald Trump na corrida presidencial dos EUA.

Na segunda-feira, após uma forte recuperação em Wall Street, o Dow e o S&P 500 atingiram novos recordes intradiários. O Dow fechou em alta de mais de 800 pontos ou 2,33%, registrando seu maior ganho em um dia desde 5 de junho. O índice chegou a subir mais de 1.600 pontos antes que a fraqueza no setor de tecnologia pressionasse o mercado em geral. O S&P 500 subiu 1,17% enquanto o Nasdaq Composite fechou em queda de 1,53%, com os investidores desfazendo de alguns players, como Zoom Video e Netflix.

A gigante farmacêutica Pfizer e a alemã BioNTech anunciaram na segunda-feira que sua vacina contra o coronavírus foi mais de 90% eficaz na prevenção da Covid-19. A notícia disparou as ações de viagens, já que a recuperação dessas empresas depende de uma reabertura econômica bem-sucedida. American Airlines, Delta e United dispararam mais de 15%, enquanto Carnival, Norwegian e Royal Caribbean subiram mais de 25% cada.

A notícia sobre a vacina da Pfizer veio quando os EUA superaram os 10 milhões de casos de Covid-19, um marco desolador apenas 10 dias depois de atingir a marca de 9 milhões em meio a um aumento recorde de infecções diárias. Muitos em Wall Street acreditam que uma vacina viável seria crucial para a economia em seu caminho para uma recuperação plena.

Na agenda econômica, espera-se os números de vagas de trabalho (JOLTS) às 12h00.

ÍNDICES FUTUROS – 7h55:
Dow: +0,54%
SP500: -0,33%
NASDAQ: -1,88%

COMMODITIES
MinFe Dailan: +1,66%
Brent: +1,13%
WTI: +0,86%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Deixe um comentário