StoneX reduziu produção de milho de verão 2020/21 para 27,115 milhões de toneladas

LinkedIn

consultoria StoneX reduziu sua previsão de produção de milho de verão 2020/21 para 27,115 milhões de toneladas e, em sua primeira projeção para a safrinha do cereal, divulgou que o País deve colher 82,342 milhões de toneladas.

 Segundo a consultoria, em relatório, para a primeira safra, houve redução de 27,9 milhões para 27,1 milhões de toneladas, mesmo com aumento de 50 mil hectares na estimativa de área plantada. “O recuo foi resultado da queda do potencial produtivo no Estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, que têm enfrentado condições mais secas durante do desenvolvimento do cereal”, informou, no relatório, a analista de inteligência de mercado da StoneX, Ana Luiza Lodi.

Já para a safrinha, em sua primeira estimativa para o ciclo 2020/21, a consultoria projetou aumento de 1,13 milhão de hectares na área plantada, para 14,6 milhões de hectares. Desta forma, a colheita de milho de inverno deve alcançar 82,34 milhões de toneladas, avanço de 10,75% ante 2019/20.

“A safra de milho 2020/21 tem potencial de registrar crescimento considerável, alcançando mais um recorde, desde que a safrinha não registre maiores problemas”, avalia Ana Luiza. Caso a produção se confirme, o balanço de oferta e demanda teria espaço para ficar mais confortável, com estoques finais na casa de 15 milhões de toneladas.

A estimativa para a colheita total de milho da safra 2020/21 é de 111,1 milhões de toneladas, “considerando o crescimento esperado na safrinha, além do número da Conab para a produção da terceira safra em 1,64 milhão de toneladas”, diz a StoneX.

Deixe um comentário