Nasdaq caiu -2,46% na segunda-feira; S&P 500 cai pelo quinto pregão consecutivo

LinkedIn

As perdas acentuadas em ações de tecnologia arrastaram para baixo o S&P 500 na segunda-feira (22), enquanto um aumento contínuo nos rendimentos dos títulos prejudicava o apetite por ativos de risco, especialmente ações de crescimento.

O S&P 500 perdeu -0,77% em negociações voláteis, caindo pelo quinto pregão consecutivo em meio à fraqueza em tecnologia e consumo discricionário. O Nasdaq Composite caiu -2,46%. O Dow Jones Industrial Average subiu 0,09%, com um salto nas ações da Disney (DIS, DISB34).

Alguns investidores em ações ficaram preocupados com o rápido aumento dos rendimentos do Tesouro nas últimas semanas, já que eles poderiam prejudicar especialmente as empresas de alto crescimento que dependem de empréstimos fáceis, ao mesmo tempo que diminuem o apelo relativo das ações.

As ações da Tesla (TSLA, TSLA34) caíram 7% após uma queda de 4% na semana passada. As ações da Big Tech ficaram sob pressão, já que Apple, Amazon, Microsoft e Alphabet negociaram caíram pelo menos 1%.

O rendimento do Tesouro de 10 anos subiu novamente na segunda-feira para cerca de 1,36%, depois de saltar 14 pontos-base na semana passada para seu nível mais alto desde fevereiro de 2020. Até o momento, neste mês, a taxa de referência subiu 27 pontos-base. O rendimento de 30 anos atingiu uma alta de 2,2% na segunda-feira. Um ponto base é 0,01%.

Todos os olhos estarão voltados para o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, que dá seu testemunho semestral sobre a economia perante o Comitê Bancário do Senado na terça-feira. Seus comentários sobre taxas e inflação podem determinar a direção do mercado para a semana.

Na segunda-feira, a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, disse em um discurso que o banco central está “monitorando de perto a evolução dos rendimentos dos títulos nominais de longo prazo”. Os rendimentos dos títulos soberanos europeus caíram em resposta aos comentários dela.

Muitos em Wall Street ainda acreditam que o salto nos rendimentos dos títulos reflete um sinal de crescente confiança na recuperação econômica e as ações devem ser capazes de absorver taxas mais altas em meio a fortes lucros.

A mudança de segunda-feira veio depois que o S&P 500 e o Nasdaq Composite quebraram uma seqüência de vitórias de duas semanas com uma perda de 0,7% e 1,6%, respectivamente, na semana passada. O Dow blue-chip obteve um ganho de 0,1% no mesmo período, apoiado pela Caterpillar (CAT, CATP34) e JPMorgan (JPM, JPMC34).

O mercado entrou na última semana de fevereiro com sólidos ganhos. O Dow Jones e o S&P 500 subiram cerca de 5% este mês, enquanto o Nasdaq subiu 4,5%. O Russell 2000 de Small Caps teve um desempenho superior com um ganho de 9,6% este mês.

Sobre a pandemia, a Casa Branca disse que espera despachar milhões de doses atrasadas da vacina contra o coronavírus nesta semana, depois que uma forte tempestade de inverno interrompeu a logística. O governador Andrew Cuomo disse no domingo que um residente de Nova York testou positivo para a variante Covid-19 identificada pela primeira vez na África do Sul.

As ações das companhias aéreas se recuperaram depois que o Deutsche Bank elevou vários nomes do setor para uma classificação de compra. A American Airlines (AAL, AALL34) saltou mais de 11%.

Deixe um comentário