American Airlines registra quinto trimestre de perda consecutiva; Southwest obtém lucro graças à ajuda federal

LinkedIn

A American Airlines (NASDAQ:AAL) registrou seu quinto prejuízo trimestral consecutivo na quinta-feira (22), enquanto a Southwest Airlines (NYSE:LUV) registrou lucro, impulsionada pelo auxílio à folha de pagamento federal.

Ambas as companhias aéreas notaram uma melhora nas reservas de viagens e planejam aumentar os voos durante os meses de pico da primavera e do verão, à medida que mais pessoas são vacinadas contra a Covid-19 e as atrações turísticas reabrem.

A American Airlines registrou prejuízo líquido de US$ 1,25 bilhão. A empresa aérea com sede em Fort Worth, no Texas, assim como suas grandes empresas rivais Delta e United, foi forçada a ficar sem muito dos negócios e da receita de viagens internacionais com a qual dependiam há muito tempo. A receita da American ficou em pouco mais de US$ 4 bilhões, queda de quase 53% em relação aos mais de US$ 8,5 bilhões divulgados há um ano, e abaixo das expectativas dos analistas.

“A pandemia está longe de terminar. Temos que continuar a lutar como nunca antes e garantir que, quando a bandeira verde cair, a American esteja na frente”, disse o CEO da American, Doug Parker, e o presidente Robert Isom, em uma nota aos funcionários. “Mas, à medida que nosso mundo avança diariamente nos esforços de vacinação, os clientes estão voltando a viajar e não há dúvida de que o ritmo da recuperação está se acelerando”.

Ajustando para itens únicos, a American teve uma perda por ação de US$ 4,32, um centavo a mais do que as estimativas dos analistas.

A melhor demanda está ajudando ambas as operadoras a reduzir o consumo de caixa. A American teve uma queima de caixa média diária de US$ 27 milhões no primeiro trimestre, que caiu para US$ 4 milhões em março.

As ações da American subiram 2% no pré-mercado.

A American Airlines também é negociada na B3 através da BDR (BOV:AALL34).

A Southwest, por sua vez, disse que espera atingir o ponto de equilíbrio “ou melhor” em junho.

A companhia aérea com sede em Dallas registrou lucro líquido no primeiro trimestre de US$ 116 milhões, em comparação com um prejuízo de US$ 94 milhões um ano atrás. O lucro do primeiro trimestre foi o resultado de mais de US$ 1 bilhão em ajuda federal que compensou seus custos trabalhistas.

A Southwest disse que está reforçando sua programação e que voará apenas um pouco menos em junho do que no mesmo mês de 2019.

A receita da Southwest caiu para US$ 2,05 bilhões, queda de mais de 51% em relação ao ano passado e um pouco abaixo dos US$ 2,07 bilhões que os analistas de Wall Street esperavam.

As ações da Southwest subiram 1% no pré-mercado, após negociar em baixa antes de reportar resultados.

A Southwest Airlines também é negociada na B3 através da BDR (BOV:S1OU34).

Fontes: CNBC, FX empire, FX Street, Wall Street, Reuters

Deixe um comentário