B3 divulga 1ª carteira teórica do Ibovespa para maio a agosto; Locaweb é incluída

LinkedIn

Bolsa de Valores de São Paulo (B3) incluiu nesta quinta-feira, 01, a Locaweb (BOV:LWSA3) na primeira carteira teórica do Ibovespa, principal indicador da B3, válida entre janeiro e abril deste ano e que passa a vigorar em maio.

Nos dias 16 e 29 de abril, ainda serão divulgadas duas prévias da carteira teórica, válida de maio a agosto. Já a carteira definitiva começará a valer somente em 03 de maio de 2021.

Desse modo, como não houve saída de nenhum papel, a carteira passa a ter 83 ações, de 80 companhias.

A empresa de hospedagem de sites, serviços de internet e computação em nuvem estreou na B3 em 05 de fevereiro de 2020.

Seu preço de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) foi de R$ 17,25.

Desde então, ela acumulou uma valorização acima de 420% e entrou com 0,46% de participação nesta primeira prévia do Ibovespa.

Esta entrada já era projetada pelo Bank of America e pela XP, que registraram alta probabilidade de entrada em relatórios por conta do número de ações negociadas, histórico de volume e número de negociações dos papéis.

Na carteira, a maior participação segue sendo da Vale (VALE3), com peso 12,331%, seguida por Itaú Unibanco (ITUB4), com 6,286%, e Bradesco PN (BBDC4), com 5,378%.

Enquanto isso, os menores pesos são da JHSF (JHSF3), EcoRodovias (ECOR3) e Cia. Hering (HGTX3), todas com participação de 0,095%.

Ibovespa atualmente conta com 82 ativos

A carteira teórica do Ibovespa que está valendo desde o diao dia 4 de janeiro até o final de abril de 2021, é composta por 81 ativos, ante 77 da composição atual. Os papéis com a maior participação no índice permanecem os mesmos.

Eneva (ENEV3), Copel (CPLE6), JHSF (JHSF3) e Unidas (LCAM3) foram incluídos no índice.

Confira a carteira do Ibovespa hoje

Empresa Particpação no IBOV
Ambev (ABEV3) 3,134%
Azul (AZUL4) 0,564%
B2W (BTOW3) 0,709%
B3 (B3SA3) 5,419%
Banco do Brasil (BBAS3) 2,304%
BB Seguridade (BBSE3) 0,911%
BR Distribuidora (BRDT3) 1,178%
Bradesco (BBDC3) 1,295%
Bradesco (BBDC4) 5,375%
Bradespar (BRAP4) 0,655%
Braskem (BRKM5) 0,278%
BRF (BRFS3) 0,832%
brMalss (BRML3) 0,395%
BTG Pactual (BPAC11) 1,029%
Carrefour (CRFB3) 0,348%
CCR (CCRO3) 0,685%
Cemig (CMIG4) 0,643%
Cielo (CIEL3) 0,193%
Cogna (COGN3) 0,388%
Copel (CPLE6) 0,431%
Cosan (CSAN3) 0,452%
CPFL Energia (CPFE3) 0,276%
CSN (CSNA3) 0,910%
CVC (CVCB3) 0,155%
Cyrela (CYRE3) 0,372%
Ecorrodovias (ECOR3) 0,103%
EDP Brasil (ENBR3) 0,227%
Eletrobras (ELET3) 0,598%
Eletrobras (ELET6) 0,407%
Embraer (EMBR3) 0,291%
Energisa (ENGI11) 0,585%
Eneva (ENEV3) 0,772%
Engie Brasil (EGIE3) 0,521%
Equatorial (EQTL3) 1,062%
EZTEC (EZTC3) 0,187%
Fleury (FLRY3) 0,376%
Gerdau (GGBR4) 1,101%
Gerdau Metalúrgica (GOAU4) 0,351%
GOL (GOLL4) 0,152%
Grupo NotreDame Intermédia (GNDI3) 2,094%
Grupo Ultra (UGPA3) 1,186%
Hapvida (HAPV3) 0,751%
Hering (HGTX3) 0,099%
Hypera (HYPE3) 0,649%
Iguatemi (IGTA3) 0,147%
IRB Brasil (IRBR3) 0,465%
Itaú (ITUB4) 6,984%
Itaúsa (ITSA4) 2,432%
JBS (JBSS3) 1,633%
JHSF (JHSF3) 0,101%
klabin (KLBN11) 0,916%
Localiza (RENT3) 1,802%
Lojas Americanas (LAME4) 0,994%
Lojas Renner (LREN3) 1,576%
Magazine Luiza (MGLU3) 3,075%
Marfrig (MRFG3) 0,245%
Minerva (BEEF3) 0,112%
MRV (MRVE3) 0,261%
Multiplan (MULT3) 0,302%
Natura (NTCO3) 1,996%
Pão de Açúcar (PCAR3) 0,542%
Petrobras (PETR3) 4,325%
Petrobras (PETR4) 5,872%
PetroRio (PRIO3) 0,410%
Qualicorp (QUAL3) 0,455%
RaiaDrogasil (RADL3) 1,234%
Rumo (RAIL3) 1,092%
Sabesp (SBSP3) 0,709%
Santander (SANB11) 0,748%
Sul América (SULA11) 0,556%
Suzano (SUZB3) 1,891%
Taesa (TAEE11) 0,336%
Telefônica Brasil (VIVT3) 0,913%
Tim (TIMS3) 0,540%
Totvs (TOTS3) 0,616%
Unidas (LCAM3) 0,414%
Usiminas (USIM5) 0,339%
Vale (VALE3) 11,305%
Via Varejo (VVAR3) 1,208%
Weg (WEGE3) 2,554%
Yduqs (YDUQ3) 0,454%

Carteira Teórica do Índice Bovespa

IBOV, conhecido popularmente também como índice Bovespa, é um dos principais indicadores do mercado financeiro nacional.

Basicamente, o grande objetivo desse índice é servir de termômetro para a bolsa de valores nacional.

Ou seja, a carteira teórica do IBOV é composta de forma que o resultado alcançado seja semelhante a uma performance geral da bolsa de valores.

Uma carteira teórica é uma seleção de papéis formada com o objetivo de avaliar a performance de um classe de ativos no mercado financeiro.

Como o nome já diz, a carteira teórica não é um portfólio de investimentos real, mas sim um portfólio representativo.

Logo, resumindo de forma prática o que é uma carteira teórica: é o grupo de ativos selecionados para a composição de um índice financeiro.

É importante deixar claro que a ponderação dos ativos na carteira de investimento teórica costuma ser feita de forma quantitativa, não qualitativa.

Deixe um comentário