Cury aprova dividendos de R$ 115 milhões

LinkedIn
A Cury Construtora e Incorporadora aprovou em Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária o montante de R$ 115 milhões sob a forma de dividendos.
O valor bruto corresponde a R$ 0,3940041642 por ação (BOV:CURY3) e a data do pagamento será até 31 de dezembro de 2021, em data a ser fixada pela diretoria.
Terão direito ao provento os acionistas com base acionárias (Data “Com”) no dia 23/04/21, com as ações sendo negociadas “Ex dividendos” no dia 26/04/21.
O provento foi aprovado em AGOE realizada em 23/04/2021 e divulgada também nesta sexta-feira (23), após o pregão. Confira o documento na íntegra!
  • Valor por ação ordinária : R$ 0,39
  • Data-COM: 23 de abril de 2021
  • Data-EX: 26 de abril de 2021
  • Data de pagamento: até 31 de dezembro de 2021

A Cury divulgou semana passada a prévia de seus resultados operacionais do primeiro trimestre de 2021 (1T21).  No período foram lançados 6 empreendimentos totalizando o Valor Geral de Vendas de R$ 590 milhões, sendo 3 localizados em SP e 3 localizados no RJ.

Segundo a empresa, inclui-se no VGV Lançado o total de R$ 20,7 milhões referentes a unidades de permuta física no empreendimento Orla Recreio.

A Cury pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 13 de maio.

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 1T21

 Lucro líquido de R$ 190 milhões em 2020 e recorde de vendas líquidas

A Cury registrou lucro líquido foi de R$ 190,0 milhões ante R$ 204,1 milhões em 2019. A parte exclusiva da Cury foi de R$ 160,8 milhões.

Em 2020, a empresa registrou receita Líquida de R$ 1,14 bilhão em 2020.

A empresa divulgou recorde histórico de Vendas Líquidas de R$ 1,3 bilhão em 2020, alta de 37,0% em comparação com o ano anterior.

Os Lançamentos atingiram R$ 1,5 bilhão milhões em 2020, 34,2% superior aos R$ 1.148 milhões de 2019.

Em 2020, a VSO (Velocidade de vendas) foi de 64,3%, em linha com o desempenho observado em 2019, mesmo com o considerável aumento do volume lançado.

Considerando-se os lançamentos recentes, bem como as aquisições realizadas, a Companhia encerrou o ano de 2020 com carteira de terrenos de R$ 10,5 bilhões em VGV potencial, sendo 92% parte Cury.

Deixe um comentário