AES Brasil adquire totalidade das ações representativas do capital social das SPEs por R$ 772 milhões

LinkedIn

A AES Brasil concluiu a aquisição da totalidade das ações representativas do capital social das SPEs que compõem o Complexo Eólico MS e o Complexo Eólico Santos, antes pertencentes à Cubico Brasil.

O fato relevante foi feito pela empresa (BOV:AESB3) nesta sexta-feira (30).

O valor total foi de R$ 772 milhões a ser ajustado conforme a variação de capital de giro e dívida líquida do Projeto em relação ao balanço-base da transação, e composto pelo pagamento de R$ 589 milhões; e pela assunção da dívida líquida do Projeto de R$ 183 milhões.

O Projeto está localizado em dois sites na costa dos Estados do Rio Grande do Norte e do Ceará, uma das regiões mais privilegiadas em recursos eólicos do País, passando a agregar 158,5 MW de capacidade instalada ao portfólio da AES Tietê.

O Projeto está 100% contratado no mercado regulado (LER 2009 e LEN 2011) por um prazo de 20 anos, a um preço de R$ 226,81/MWh1. Com a conclusão da Operação a AES Brasil passará a contar com uma capacidade instalada de 4,2 GW do seu portfólio 100% renovável.

A AES Brasil pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 05 de maio.

Lucro líquido de R$ 848 milhões em 2020, crescimento de 182,6%

A AES Brasil registrou lucro líquido de R$ 848 milhões, crescimento de 182,6% em relação a 2019.

Em 2020, o Ebitda total foi de R$ 2,067 bilhões, alta de 100,1% no ano.

Em carta enviada junto aos dados divulgados, a companhia destaca que o ano foi marcado pelo expressivo crescimento dos resultados da AES Brasil, com incremento na margem líquida, Ebitda e lucro líquido, influenciado principalmente pela evolução do processo de resolução do GSF, pelo bom desempenho operacional e pela diligência em relação às despesas e custos operacionais.

Deixe um comentário