JBS: companhia suspende operações na Austrália após ataque cibernético

LinkedIn

A maior indústria de carnes da Austrália, uma unidade da brasileira JBS (BOV:JBSS3), foi atingida no fim de semana por um grande ataque cibernético sobre seus sistemas de informação, de acordo com um site de notícias do setor, que citou o presidente da empresa no país.

O ataque interrompeu operações em toda a Austrália, disse o CEO da JBS Austrália, Brent Eastwood, ao portal Beefcentral no domingo. Ele não soube dizer quanto tempo duraria a paralisação, de acordo com o site de notícias.

Não ficou claro, segundo a publicação, se as operações do maior frigorífico do mundo em outros países, como Canadá e Estados Unidos, também seriam afetadas. Nesta segunda-feira, os EUA comemoram o feriado Memorial Day.

A JBS Austrália disse não poder especular sobre uma retomada das operações de processamento no país e afirmou que sua primeira prioridade era avaliar o impacto e a extensão do ataque, segundo a publicação.

As operações de processamento, no entanto, seriam impossíveis sem o acesso normal a sistemas de TI e internet, disse o site. Os negócios da Primo Smallgoods, da JBS no Estado de Queensland, também foram impactados.

A JBS não respondeu imediatamente a um pedido de comentários enviado por email.

Lucro líquido de R$ 2 bilhões no 1T21, revertendo prejuízo bilionário

A JBS, companhia da família Batista, reportou ontem um lucro líquido de R$ 2 bilhões no primeiro trimestre, já sinalizando um dividendo superior a R$ 3 bilhões em 2022, novo recorde. Nos três primeiros meses do ano passado, a empresa divulgou prejuízo de R$ 5,9 bilhões.

A JBS, companhia da família Batista, reportou ontem um lucro líquido de R$ 2 bilhões no primeiro trimestre, já sinalizando um dividendo superior a R$ 3 bilhões em 2022, novo recorde. Nos três primeiros meses do ano passado, a empresa divulgou prejuízo de R$ 5,9 bilhões.

“Nossa plataforma diversificada por geografias e por tipo de proteína tem demonstrado uma importante resiliência no nosso resultado. Independente dos desafios enfrentados, nossas unidades de negócios responderam bem e apresentaram evolução em indicadores financeiros importantes, como receita líquida, ebitda e lucro líquido”, disse o presidente da companhia, Gilberto Tomazoni.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – aumentou 69,4%, para R$ 6,71 bilhões. Em termos ajustados, o ebitda aumentou 75,8%, para R$ 6,876 bilhões.

Informações Reuters

Deixe um comentário