Marriott (M1TT34): Visão geral dos ganhos do primeiro trimestre

LinkedIn

As ações da Marriott International (NASDAQ:MAR) caíram depois que a operadora de hotéis relatou resultados mistos do primeiro trimestre, afetados pela pandemia de covid-19 e falta de viagens.

“Ficamos satisfeitos em ver a demanda melhorar significativamente durante o primeiro trimestre”, disse o presidente-executivo Tony Capuano em um comunicado.

“Estamos recebendo mais e mais hóspedes em nossos hotéis, já que os consumidores estão viajando novamente quando se sentem seguros”.

A empresa teve um prejuízo líquido de US$ 11 milhões no primeiro trimestre, ou US$ 0,03 centavos por ação. Em uma base ajustada, a empresa reportou lucro de US$ 0,10 centavos por ação. A receita caiu 51%, para US$ 2,32 bilhões.

Os analistas consultados pela FactSet esperavam ganhos GAAP de US$ 0,03 centavos por ação, ou ganhos ajustados de US$ 0,04 centavos, sobre receita de US$ 2,38 bilhões.

A empresa afirma que as trajetórias de recuperação foram mais fortes na China continental, onde a ocupação está próxima dos níveis pré-pandêmicos.

A ocupação no país atingiu 66%, quase a mesma de março de 2019, com forte demanda tanto por turistas quanto por negócios, disse a empresa.

A Marriott registrou dívida líquida de US$ 9,6 bilhões no final do trimestre, o que é quase igual aos US$ 9,5 bilhões em dívidas que a empresa mantinha no final de 2020.

“À medida que as vacinas são lançadas em todo o mundo e as restrições governamentais diminuem, estou otimista de que a demanda continuará a se fortalecer”, disse Capuano.

“Temos visto sinais de que há uma quantidade significativa de demanda reprimida, independentemente do propósito da viagem, e esperamos receber cada vez mais viajantes”.

As ações da Marriott caíram cerca de -3,4%, a US$ 141,74, durante as negociações de segunda-feira.

Marriott também é negociada na B3 através da BDR (BOV:M1TT34).

Fonte: TheStreet

Deixe um comentário