Mercados mundiais patinam com inflação e novos casos de Covid em foco

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas asiáticas fecharam sem direção nas negociações de segunda-feira, com os investidores reagindo à divulgação de dados econômicos chineses, ao mesmo tempo em que monitoravam a situação do Covid em vários países, com o crescente aumento nas infecções.

Taiwan relatou um aumento recorde de 203 casos em um único dia no domingo e o governo impôs novas restrições para a cidade de Taipei e Nova Taipei a partir de sábado. Vários estabelecimentos foram fechados: locais de canto e dança, bares e clubes, salões de beleza, pistas de boliche, academias e centros de fitness e recreação, além de cafés na internet e outros locais.

Segundo analista da corretora de câmbio OANDA, Cingapura introduziu restrições sociais rigorosas no fim de semana depois de relatar 38 novos casos de infecção por Covid-19, um nível não visto há mais de um ano. A Malásia, já sob um regime agressivo de restrição nacional, enfrenta casos em espiral, assim como a Tailândia, enquanto o Japão ampliou o número de prefeituras em estados de emergência.

O Taiex em Taiwan caiu 2,99% para fechar em 15.353,89 pontos, liderando as perdas entre os principais mercados da região.

O Kospi da Coreia do Sul fechou em baixa de 0,60% em 3.134,52 pontos.

Na China continental, o composto de Xangai subiu 0,78%, para 3.517,62 pontos, enquanto o Shenzhen Component subiu 1,75%, em 14.456,54 pontos. O índice Hang Seng em Hong Kong subiu cerca de 0,47%. A produção industrial em abril da China cresceu 9,8% no comparativo anual, de acordo com dados divulgados segunda-feira pelo Escritório Nacional de Estatísticas do país, contra aumento de 14,1% de março mas acima dos 9,1% esperado por economistas consultados pelo The Wall Street Journal. Dados oficiais também mostraram que as vendas no varejo na China aumentaram 17,7% no comparativo anual em abril, bem abaixo de um salto de 34,2% em março e aquém das expectativas em uma pesquisa da Reuters de um aumento de 24,9%.

No Japão, o Nikkei caiu 0,92% para fechar em 27.824,83 pontos, enquanto o índice Topix caiu 0,24% e encerrou o dia de negociação em 1.878,86 pontos.

Na Austrália, o desempenho positivo em Wall Street ajudou o benchmark local a subir até 0,7% no comércio matinal antes do impulso evaporar à tarde. O S & P / ASX 200 subiu 0,13% para fechar em 7.023,60 pontos. As altas recordes para as ações do Commonwealth Bank e ganhos para os mineradoras de ouro à medida que o dólar americano estava sob pressão após dados fracos no varejo, empurrando o metal amarelo para altas próximas de quatro meses, impedindo que o benchmark local fechasse no vermelho. A Newcrest Mining adicionou 2,6%, Northern Star avançou 6,6% e Evolution Mining adicionou 5,4%.

Os preços do minério de ferro pesaram inicialmente sobre as gigantes da mineração BHP e Rio Tinto na abertura de segunda-feira, embora o par tenha se recuperado para terminar 0,1% e 0,5% maior, à medida que os futuros de Dalian subiram. Fortescue Metals subiu 1,4%, para US$ 23,10. Entre as produtoras de petróleo, Santos subiu 3,1% e Woodside Petroleum avançou 1,6%.

O índice MSCI para a Ásia-Pacífico exceto Japão subiu cerca de 0,1%.

EUROPA: As bolsas europeias caem na manhã de segunda-feira, pesada pelas preocupações sobre um aumento na inflação e um aumento nos casos de coronavírus, em grande parte atribuídos à disseminação de uma variante que surgiu na Índia.

O coronavírus continua sendo uma preocupação importante para os investidores à medida que as economias reabrem. O Reino Unido está facilitando ainda mais o bloqueio na segunda-feira, com pubs e restaurantes programados para reabrir aos clientes para refeições. Museus e cinemas também podem reabrir. O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, pediu que a população seja cautelosa diante do desbloqueio, visto que a disseminação da variante indiana poderia ameaçar um desbloqueio ainda maior previsto para 21 de junho. No domingo, a Grã-Bretanha relatou pouco mais de 1.900 novos casos Covid, enquanto o número de pessoas que receberam a segunda dose da vacina ultrapassaram os 20 milhões.

Depois de cair 0,5% na semana passada, o Stoxx Europe 600 cai 0,4%. O alemao DAX 30 cai 0,37%, o francês CAC 40 recua 0,66%, enquanto o IBEX 35 e o FTSE MIB perdem 0,30% e 0,05%, respectivamente na Espanha e na Itália.

Em Londres, o FTSE 100 recua 0,66%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American cai 0,2%, Antofagasta recua 2,9%, enquanto BHP e Rio Tinto caem 1,1% e 0,1%, respectivamente. Entre as produtoras de petróleo, BP cai 1,3% e Royal Dutch Shell cai 1,5%.

Entre outras notícias, a União Europeia e os Estados Unidos devem iniciar negociações para tratar das tarifas do aço impostas por Washington durante a presidência de Donald Trump. Os Estados Unidos impuseram uma tarifa de 25% sobre o aço europeu e uma tarifa de 10% sobre o alumínio em junho de 2018 por motivos de segurança nacional. A UE contestou a medida desde o início e após várias tentativas fracassadas de chegar a um acordo com a administração Trump, o bloco decidiu levar o caso à Organização Mundial do Comércio e impor medidas retaliatórias em até 6,4 bilhões de euros (US $ 7,78 bilhões) nas exportações dos EUA. Os produtos da lista da UE incluem uísque Bourbon, manteiga de amendoim e suco de laranja.

EUA: Os futuros dos índices de ações caem na manhã de segunda-feira, após a liquidação da semana passada, provocada pelo nervosismo de inflação.

Os três principais benchmarks de Wall Street postaram a sua pior semana desde 26 de fevereiro, em uma das semanas mais agitadas de 2021. O S&P 500 chegou a cair 4% no meio da semana em meio ao aumento dos temores de inflação nos EUA, mas ainda assim o benchmark de referência de ações acabou encerrando a semana com queda de 1,4%. O Nasdaq Composite que foi atingido de maneira particularmente forte por pressões inflacionárias, caiu 2,3% na semana passada. O Dow blue-chip caiu 1,1% nesse período.

Os dados da semana passada mostraram que o Índice de Preços ao Consumidor em abril saltou 4,2% em relação ao ano anterior, a taxa mais alta desde 2008, o que intensificou os temores de que o Federal Reserve possa ser forçado a começar a reduzir sua política monetária facilitada se as pressões de preços mais altas forem sustentadas.

A ata da última reunião do Fed, que será divulgada na quarta-feira, pode oferecer algumas pistas sobre o pensamento dos legisladores sobre a inflação.

Nesta segunda-feira, consta na agenda econômica, o Empire State Manufaturing Index, às 9h30, enquanto às 11h00 sairá o Housing Market Index do NAHB.

A temporada de balanços do primeiro trimestre está encerrando com mais de 90% das empresas S&P 500 tendo relatado seus resultados. Até agora, 86% das empresas do S&P 500 relataram números positivos, o que marca a maior porcentagem positiva nos lucros desde 2008, quando a FactSet começou a monitorar esses números. Walmart, Home Depot e Macy’s entregarão seus resultados na terça-feira.

O preço do Bitcoin caiu para menos de US $ 43.000 depois que Elon Musk deu a entender em uma troca de Twitter no domingo que a Tesla pode ter se livrado de suas participações em Bitcoin. Na semana passada, a Tesla disse que não aceitaria mais Bitcoins para compras de carros devido a questões ambientais. O Bitcoin teve uma recuperação parcial, com o preço da criptomoeda sendo negociado em torno de US $ 45.125 depois que o CEO da Tesla, Elon Musk, esclareceu em um tweet que a fabricante de veículos elétricos ”não vendeu nenhum Bitcoin”.

ÍNDICES FUTUROS – 7h20:
Dow: -0,38%
SP500: -0,36%
NASDAQ: -0,40%

COMMODITIES:
MinFe Dailan: +0,93%
Brent: -0,13%
WTI: -0,09%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra ou venda de ativos.

Deixe um comentário