Mobly (MBLY3): lucro bruto de R$ 70,4 milhões no 1T21, alta de 55%

LinkedIn

A Mobly, companhia de home & living líder no Brasil, registrou lucro bruto de R$ 70,4 milhões, um crescimento de 55% quando comparamos 1T20 com 1T21.

Apesar das lojas físicas terem sido impactadas negativamente pela segunda onda do COVID-19 no Brasil, resultante das diferentes fases de restrição de abertura do comércio e isolamento impostos pelas autoridades locais, a empresa manteve resultados operacionais e financeiros consistentes, alcançando um crescimento de 50,7% no GMV, que saltou de R$163 milhões para R$245 milhões e 48,6% na receita líquida, passando de R$113 milhões para R$169 milhões, de 1T20 para 1T21 respectivamente.

No período, as vendas no website da Mobly tiveram um aumento substancial de 44,8% em comparação com o mesmo período do ano anterior devido à aceleração dos investimentos em marketing após o IPO. Já nas vendas via marketplace, o crescimento de 72,5% (1T21 x 1T20) foi impulsionado principalmente pelo direcionamento do investimento de marketing dos marketplaces para seus canais online devido ao fechamento das lojas.

“A consistência e o aprimoramento de nosso modelo de negócios nos permite oferecer uma proposta de valor única e diferenciada aos nossos clientes. Com isso, seguimos nos apoiando em quatro pilares principais: variedade atrativa, preços competitivos, entrega rápida e conveniente, e experiência de compra

diferenciada. São mais de 200 mil SKUs para todos os gostos, estilos e orçamentos, que são constantemente atualizados para refletir as mudanças nas tendências, sempre usando os dados que coletamos a partir da observação do usuário e comportamento do cliente. Esse conjunto de ações, o foco em uma estratégia efetivamente multicanal e o compromisso que temos de sempre estar próximo do nosso público são os grandes responsáveis pelo nosso crescimento, trimestre a trimestre”, afirma Marcelo Marques, cofundador da Mobly.

Os resultados positivos no período devem-se também à aceleração dos investimentos em marketing e publicidade, e o ganho de margem pode ser vinculado aos ajustes de preços realizados a partir de meados de janeiro de 2021, dada a elevação dos preços das matérias primas dos produtos. Com isso, a rentabilidade da companhia também seguiu em ascensão, sendo que a comparação do lucro bruto do 1T21 com o reportado no 1T20 representou um ganho de 55%, e os resultados para o 1T21 e 1T20 foram, respectivamente, R$ 70,5 milhões e R$ 45,5 milhões.

Para seguir entregando experiências únicas aos seus clientes, a Mobly manteve, no período, os investimentos em tecnologia, na expansão de sua malha logística e no crescimento do número de lojas físicas. No primeiro trimestre de 2021, os investimentos em CAPEX totalizaram R$8,7 milhões.

“Constantemente investimos em conteúdo exclusivo, personalizado e com curadoria, em nosso site e aplicativos. Por meio de nossa tecnologia proprietária, ativos 3D, fotos de nosso estúdio próprio e parcerias com players especializados, buscamos inspirar nossos clientes e ajudá-los a encontrar produtos e design que combinem com seu gosto, pelo preço certo. Nosso forte posicionamento de mercado é evidenciado pelos nossos mais de 1 milhão clientes ativos, com um total de mais de 327 mil pedidos apenas no 1T21, somando mais de R$246 milhões em GMV ao longo do primeiro trimestre de 2021”, explica Marques.

Ainda sobre a rentabilidade da companhia, a comparação do EBITDA ajustado do 1T21 com o reportado no 1T20 representou um crescimento de 261,7%, sendo que os resultados do 1T21 e 1T20 foram, respectivamente, um EBITDA positivo de R$1,6 milhão e um EBITDA negativo de R$1,0 milhão, e margens EBITDA Ajustado de 1,0% e -0,9%, crescimento de 1,9 p.p..

“Trabalhamos para tornar as compras de Home & Living as mais convenientes possíveis, permitindo que os clientes acessem nossos sites e aplicativos de onde é que estejam, sempre que quiserem, e tendo a confiança de que seus pedidos serão entregues de maneira rápida. Conseguimos isso via nossos quatro centros de distribuição estrategicamente localizados, de onde aproximadamente 46% de nossas vendas são enviadas dentro de dois dias e de nossas lojas físicas, que oferecem aos clientes milhares de produtos disponíveis para retirada. Além disso, temos alcançado um crescimento substancial na base de clientes em nossa plataforma de e-commerce, base essa que torna-se cada vez mais familiarizada com nossas plataformas, o que, em nossa opinião, contribuirá para a geração de receitas futuras para a companhia”, finaliza o executivo.

Os resultados da Mobly (BOV:MBLY3) referentes às suas operações do primeiro trimestre de 2021 foram divulgados no dia 10/05/2021. Confira o Press release na íntegra!

VISÃO DO MERCADO

Goldman Sachs 

O banco americano Goldman Sachs afirmou que a Mobly reportou resultados dentro do esperado no primeiro trimestre, com receita líquida e Ebitda ajustado em linha com o consenso dos analistas.

“Continuamos com a nossa recomendação de compra, visto que vemos a empresa bem posicionada para navegar em um ambiente que favorece uma mudança online acelerada”, diz o relatório.

A Mobly inaugurou um novo centro de distribuição em abril de 2021 em Belo Horizonte (MG) e anunciou que sua terceira megaloja deve ser inaugurada este mês na cidade de Campinas (SP). Segundo o banco, a empresa continua focada na implantação de suas lojas físicas e centros de distribuição.

Além disso, mais um CD, desta vez em Recife (PE) deve ficar pronto até o final do primeiro semestre. Por outro lado, a administração também está focada em acelerar a aquisição de clientes por meio de gastos com marketing (35% dos recursos do IPO).

Os riscos para a empresa incluem não conseguir um fluxo de caixa livre positivo, o que pode exigir aumentos de capital adicionais, além de expansão da margem mais lenta do que o esperado, o risco de ultrapassar as despesas de marketing para sustentar o crescimento, e possíveis interrupções na cadeia de suprimentos de matérias-primas, fabricação e transporte.

Goldman Sachs mantém recomendação de compra com preço-alvo de R$ 28,00…

Deixe um comentário