Mercados operam com cautela, diante de novos casos de Covid-19 ao redor do mundo

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas asiáticas tiveram um dia calmo nesta segunda-feira, à medida que as autoridades implementaram novas restrições de combate à uma nova onda de casos de coronavírus.

A Tailândia proibiu os serviços de jantar em restaurantes por um mês, a Malásia estendeu suas medidas de bloqueios e novas diretrizes de controle foram impostas em Sydney, Austrália.

O S & P / ASX 200 fechou em queda de 0,01%, em 7.307,30 pontos. Temores de um novo surto nacional de COVID pesaram sobre o mercado acionário australiano. Ações de viagens ficaram sob pressão, bem como ações de produtoras de ouro, com os negócios do metal amarelo abaixo US $ 1.800 pela terceira semana, enquanto as gigantes da mineração ajudaram a contrabalancear o índice. BHP subiu 1,3%, Fortescue Metals avançou 0,7%, enquanto Rio Tinto subiu 0,8%. Entre as empresas de petróleo e gás, Oil Search subiu 0,3% e Santos avançou 0,8%.

O índice Hang Seng caiu 0,04% na segunda-feira para 29.268,30 pontos. As negociações nos mercados de Hong Kong foram retomadas no período da tarde depois que a Hong Kong Exchanges and Clearing anunciou na manhã de segunda-feira que as sessões dos mercados de títulos e derivativos, incluindo a negociação do Stock Connect, foram adiadas devido a um alerta de tempestade.

Na China Continental, as bolsas fecharam misturados, com o composto de Xangai recuando 0,03% em 3.606,37 pontos, enquanto o Shenzhen Composto ganhou 0,98%, para 15.150,17 pontos. Dados divulgados no domingo mostraram que os lucros das indústrias chinesas em maio aumentaram 36,4% em relação ao ano anterior, desacelerando 57% em relação à abril do ano passado.

O Nikkei do Japão caiu 0,06% para terminar o dia de negociação em 29.048,02 pontos, enquanto o índice Topix ganhou 0,15%, fechando em 1.965,67 pontos.

O Kospi da Coreia do Sul caiu 0,03%, em 3.301,89 pontos.

O MSCI para Ásia-Pacífico exceto Japão fechou próximo da linha de abertura.

EUROPA: Os principais índices acionários europeus operam em queda nesta segunda-feira, enquanto os casos da Covid pesam sobre o sentimento global.

Após subir 1,2% na semana passada, o Stoxx Europe 600 cai 0,36%. O alemão DAX 30 cai 0,10%, o francês CAC 40 recua 0,37%, enquanto o IBEX 35 da Espanha e o FTSE MIB da Itália caem 1,37% e 0,35%, respectivamente.

Em Londres, o FTSE 100 cai 0,51%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American cai 0,7%, enquanto as gigantes BHP e Rio Tinto recuam 0,2% cada. As gigantes petrolíferas recuam mais forte. BP cai 1,5% e Royal Dutch Shell cai 1,3%. Os preços do petróleo alcançaram um breve pico visto pela última vez em outubro de 2018, antes da reunião da OPEP+ nesta semana, enquanto os EUA e o Irã continuam em desacordo com a retomada do acordo nuclear, interrompendo um aumento esperado nas exportações iranianas.

A Organização Mundial da Saúde pediu na sexta-feira que as pessoas que estejam completamente vacinadas continuem a usar máscaras, já que a variante delta, descoberta pela primeira vez na Índia e altamente contagiosa, se espalha rapidamente pelo mundo, levando muitos países a impor novas restrições.

Na segunda-feira, o novo secretário de Saúde do Reino Unido, Sajid Javid, informará aos legisladores sobre quando o Reino Unido poderá aliviar as medidas contra o Covid-19, cujas restrições estão programadas para terminar em 19 de julho, data que já foi prorrogada devido à disseminação da variante delta.

Enfrentando uma onda crescente de casos de COVID-19, a África do Sul reintroduziu duras medidas de restrições, incluindo a proibição da venda de álcool e prolongamento do toque de recolher noturno. Segundo o presidente Cyril Ramaphosa, a variante delta, parece estar impulsionando o novo aumento de casos na África do Sul. O país registrou mais de 15.000 novos casos no domingo, incluindo 122 mortes, elevando seu total para cerca de 60.000 mortes. Gauteng, a província mais populosa do país, que inclui a maior cidade do país, Joanesburgo e a capital Pretória, representa cerca de 66% das novas infecções. As autoridades de saúde estão preocupadas que as outras oito províncias do país provavelmente vejam em breve picos de casos como os de Gauteng, onde os hospitais estão ficando sem leitos de COVID-19 e os pacientes estão sendo levados para unidades de saúde em outras províncias.

A taxa de vacinação da África do Sul está aumentando lentamente a sua velocidade. Até domingo, 2,7 milhões de pessoas haviam recebido pelo menos um dose. Mais de 950.000 dos 1,25 milhões de profissionais de saúde da África do Sul já foram vacinados, disse Ramaphosa e as entregas das vacinas Johnson & Johnson e Pfizer estão aumentando, segundo ele. A África do Sul pretende vacinar 67% de seus 60 milhões de pessoas até fevereiro de 2022.

Os países vizinhos Zimbábue, Namíbia e Moçambique também estão vendo um número crescente de casos, internações e mortes. À medida que uma nova onda da doença varre os 54 países da África, cerca de 1% dos 1,3 bilhões de pessoas do continente receberam pelo menos uma dose de vacina, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças da África.

EUA: Os contratos futuros vinculados aos principais índices de ações dos EUA registram pequenas oscilações na manhã de segunda-feira, depois que o S&P 500 registrou sua melhor semana desde fevereiro, com os investidores relaxando em relação à inflação, vendo a atual aceleração dos preços nos EUA como um aumento temporário e não como uma ameaça econômica.

O S&P 500 encerrou a sexta-feira com um recorde de fechamento, em 4.280,70 pontos, com alta de 0,33%, enquanto o Dow Jones subiu 237,02 pontos ou alta de 0,69% e está a menos de 2% abaixo de seu recorde histórico, enquanto o Nasdaq Composite fechou em baixa de 0,06% na sexta-feira, mas mesmo assim somou 2,35% de alta na semana, seu melhor desempenho desde 9 de abril e sobe 4,45% no mês de junho.

Os ganhos semanais vieram mesmo depois que o Departamento de Comércio informou que seu indicador de inflação subiu 3,4% em maio, o aumento mais rápido desde o início da década de 1990. Picos no índice dos gastos com consumo pessoal podem causar mal estar para os investidores, já que o Federal Reserve está de olho nele em busca de sinais de inflação. O aumento real ultrapassou o que os economistas previram e reforçaram que os aumentos de preços em toda a economia provavelmente serão transitórios e administráveis.

O próximo importante dado econômico é o relatório de empregos de junho, que o Departamento do Trabalho está programado para publicar na sexta-feira. Os economistas esperam que as vagas de empregos não-agrícolas aumentem em 683.000 em junho, que deve superar os 559.000 de maio. Os investidores também analisarão o relatório de junho em busca de quaisquer sinais de aumento salarial, enquanto os empregadores lutam para encontrar trabalhadores para preencher as vagas de emprego e as solicitações de seguro-desemprego diminuem em alguns estados.

O rendimento dos Títulos do Tesouro de 10 anos subiu para 1,53%, ante 1,516%, após senadores republicanos brindarem as observações do presidente Joe Biden de que ele não vetaria o acordo do projeto de lei de infraestrutura desde que o novo acordo de gastos dos democratas seja aprovada. O presidente já havia anunciado na quinta-feira que o grupo de senadores havia alcançado um acordo multibilionário para melhorar as estradas, pontes, hidrovias e banda larga do país após semanas de negociações. Os democratas tem pressionado por um segundo projeto de lei que inclui financiamento para questões como mudança climática, creches, saúde e educação.

Não há dados econômicos relevantes para serem divulgados, enquanto às 10h00 está prevista um discurso do presidente do FED de Nova York, John Willians.

ÍNDICES FUTUROS – 7h30:
Dow: -0,15%
SP500: -0,05%
NASDAQ: +0,14%

%COMMODITIES:
MinFe Dailan: +2,09%
Brent: -0,24%
WTI: -0,07%
Soja: +1,10%
Ouro: +0,02%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra ou venda de ativos.

Deixe um comentário