Ânima Educação assina acordo exclusivo com a VBI em investimento estimado em até R$ 800 milhões

LinkedIn

A Ânima Educação assinou um acordo exclusivo com a VBI, gestora de fundos de investimento com foco no mercado imobiliário brasileiro, para desenvolver um portfólio de moradias estudantis que atinja inicialmente cinco mil camas, com investimento estimado em até R$ 800 milhões nos próximos sete anos por parte da VBI.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:ANIM3) na quarta-feira (28). Confira o documento na íntegra.

O acordo inclui a participação da Uliving, empresa associada à VBI, que opera moradias estudantis no Brasil. Fundada em 2012, a Uliving é a empresa pioneira nesta classe de ativos e conta com 5 unidades em operação.

A Ânima Educação acredita que com esta inovação atenderá um público cada vez mais crescente de alunos especialmente de medicina e saúde, calouros e estudantes móveis – aqueles que deixam seu município de residência para estudar.

Isso reforçará o cuidado e a atenção da Ânima Educação à comunidade, ampliando a proposta de valor do Ecossistema Anima e endereçando também uma das principais preocupações dos pais de alunos, além de oferecer uma experiência universitária completa aos estudantes com novas experiências e conexões, que vão muito além da sala de aula.

Essa aliança estratégica, inédita no Brasil, facilitará moradia aos mais de 330 mil estudantes das instituições de ensino da Ânima Educação, conectando os campi às residências da Uliving, auxiliando na jornada dos estudantes.

Os prédios serão dedicados aos estudantes de graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado além de pesquisadores e professores ligados ou que possam se ligar ao ecossistema Ânima Educação.

A BONARD, assessoria global especializada em ativos imobiliários para renda – Student Housing com sede em Viena e presença na América Latina, Europa e Ásia, foi assessora exclusiva para Ânima Educação nesta transação.

A empresa pretende divulgar os resultados do 2T21 no dia 11 de agosto.

Anima (ANIM3): lucro líquido ajustado de R$ 56,3 milhões no 1T21, alta de 28,5%

Ânima Educação encerrou o primeiro trimestre de 2021 com lucro líquido ajustado de R$56,3 milhões, 28,5% a mais na comparação anual,impulsionado pelas menores despesas com depreciação e novas aquisições.

receita líquida da organização educacional nos três primeiros meses do ano alcançou R$ 416,0 milhões representando um aumento de 22,8% em relação ao ano anterior, devido à integração de aquisições, que ampliaram a base de alunos e o tíquete médio, devido à forte atuação no curso de Medicina.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado de R$ 146,5 milhões, sendo 23,9% superior a 2020 e com a margem Ebitda ajustada de 35,2%.

Houve um aumento de base de alunos de 11,3%, com um ticket líquido médio superior em 12,1% em relação ao primeiro trimestre de 2020. Além disso, a taxa de evasão da graduação no primeiro trimestre de 2021 foi de 7,0%, representando 0,5% inferior ao mesmo período do ano anterior.

Em geração de caixa operacional, a Ânima Educação apresentou crescimento de R$ 33,7 milhões, totalizando R$ 144,0 milhões, em relação ao primeiro trimestre de 2020.

Deixe um comentário