Coluna do TradingView: De olho em Evergrande, Vale e Dólar

LinkedIn

Todos de olho na crise que vem se intensificando na China, com alto risco de contagio no sistema fianceiro. Índices globais estressam em semana de FOMC e SELIC.

Ricardo VT

A incorporadora Evergrande Group, chinesa, com dívida na casa dos 300 bi, tem dado sinais de que pode falir. Com isso, pode gerar efeito dominó, desencadeando uma crise sistêmica global.

A China tem obrigado sua indústria a paralisar a produção de aço para conter a alta do preço do minério de ferro , mas com a desculpa de diminuir a poluição. Isso pode piorar a situação da incorporadora Evergrande Group.

Ocorrendo falência dela e crise no setor, a demanda por minério de ferro pode permanecer baixa, extendendo a crise às mineradoras e siderúrgicas do mundo todo. Vale destacar que a China responde por 50% da demanda de aço no mundo. O minério de ferro já caiu 50% desde sua máxima.

Após a crise sanitária, os Emergentes podem desencadear crise econômica. (Veja o gráfico dinâmico).

José Renato CPNI-T

VALE3 vem sofrendo um grande impacto pela desvalorização do minério de ferro, que teve uma queda de 60% desde da máxima em abr/21.

A estrutura gráfica do ativo é de tendência forte de baixa, com poucas chances de reverter esse movimento no curto e médio prazo, as regiões importantes do gráfico semanal (R$88 e R$82) foram violadas facilmente, mostrando a força da tendência de baixa.

Importante é sempre ficar atento o que são oportunidades de compra e tendências de baixas, VALE nessa estrutura de movimento, é claramente uma ativo em forte tendência de baixa, não mostrando nenhuma oportunidade racional e saudável de gerenciamento de risco para compra. (Mais análises de VALE3).

Lucas Costa AT

Estudo técnico no estilo Robert Miner, com confluências de Fibonacci.

Observamos a pernada de queda para identificar regiões de retração, e ao mesmo tempo, projetamos o pivot de alta para alvos de projeção alternada. As regiões de conflufência se encontram perto de 5475 e a faixa entre 5650 e 5740 (Análises para o Dólar).

Investments 4You

Usiminas vem dentro de um contexto de baixa realizando topos e fundos descendentes e na atual formação foi testar novamente a região inferior desse canal que está muito bem estruturado. Com isso, sugere um possivel pullback para testar a região de suporte que foi perdida para depois retomar o movimento prévio de baixa.

Perdendo a minima do dia de hoje em R$14.64, abre a probabilidade do ativo mirar como objetivo para o curto prazo a região dos R$12.00. O processo inverso só ganharia força caso o preço conseguisse superar a região do R$16.19. (Estudos de USIM5).

Shima Trader

MGLU3 após correção profunda, se aproxima do fundo do canal de baixa e também da região de imbalance, com os indicadores já atuando na região de sobrevenda é possível vermos algum movimento no sentido oposto tendo a região dos 19,70 como possível alvo inicial. (Ideias sobre ações Magazine Luiza).

Marcelo Torres

TSLA stock está operando comprada com canal de alta, porém com muita divergência nos indicadores indicando uma baixa iminente. No semanal também o volume está afunilando, muita calma nessa hora pois. Meu viés de de venda, talvez um teste no fundo do canal, para retomar alta. (Análise para TESLA).

Disclaimer: As análises aqui apresentadas são apenas estudos. Elas não são recomendações de investimento, nem de compra nem de venda, tampouco refletem a opinião do veículo de mídia na qual estão sendo divulgadas. São estudos direcionados a pessoas com conhecimento e experiência no mercado financeiro.

Nossos Autores: Ricardo VTJosé Renato CNPI-T 2704Lucas CostaInvestments4YouKleber Shimabuku e Marcelo Torres.

Deixe um comentário