Gol divulga atualização das suas projeções financeiras para o 3T21 e estima prejuízo por ação de aproximadamente R$ 2,58

LinkedIn

A Gol divulgou uma atualização das suas projeções financeiras para o terceiro trimestre de 2021. A companhia aérea estima Prejuízo Por Ação (LPA) e Prejuízo Por Ação Depositária Americana (LPADS) de aproximadamente R$ 2,581 e US$ 0,991, respectivamente. A margem Ebitda no terceiro trimestre, excluindo despesas não operacionais e não recorrentes, projetada está entre 22% e 24%, uma redução em relação à margem do trimestre findo em setembro de 2020 (29%).

A receita unitária de passageiro (PRASK) para o trimestre tende a ser maior em aproximadamente 5%, quando comparada ao mesmo período do ano passado. A Gol espera uma receita unitária (RASK) 5% maior em relação ao mesmo intervalo de 2020. Segundo a empresa, as vendas diárias encerraram o trimestre em torno de R$ 28 milhões, representando um aumento de 48% em relação ao final do segundo trimestre. “Com 82% de taxa de ocupação no trimestre, a GOL (BOV:GOLL4) segue ajustando eficientemente sua oferta à demanda”, avalia a aérea.

Custos e alavancagem

A empresa também divulgou previsão para custos e alvancagem financeira. A Gol espera que os custos unitários ex-combustíveis (CASK ex-comb.) do terceiro trimestre, excluindo despesas não operacionais e não recorrentes, indicam redução de aproximadamente 11% em comparação ao CASK ex-combustível reportado no mesmo intervalo de 2020, principalmente devido ao aumento do número de ASKs em 82%. Segundo a empresa, os custos unitários com combustível (CASK comb.) indicam aumento de aproximadamente 45% na comparação trimestral, principalmente devido ao aumento no preço médio do QAV em 49%, o qual é parcialmente compensado pela maior eficiência no consumo de combustível das aeronaves MAX.

A alavancagem financeira da GOL, medida pela relação Dívida Líquida/Ebitda, foi aproximadamente 10 vezes no final de setembro. A Companhia amortizou cerca de R$ 518 milhões de dívida total no trimestre, incluindo R$ 100 milhões de dívida financeira e R$ 418 milhões de dívida com arrendamento de aeronaves. Em outubro de 2021, a GOL concluiu os termos para refinanciamento de R$ 1,2 bilhão de dívida de curto prazo, com vencimento final em 2024, trazendo a companhia aos menores níveis de dívida de curto prazo desde 2014. O prazo médio do passivo da Gol aumentou para 3,3 anos.

A liquidez ao final de setembro1 foi aproximadamente R$ 1,8 bilhão, composta por R$ 1,1 bilhão em caixa e aplicações financeiras, e R$ 0,7 bilhão em recebíveis. Incluindo os valores financiáveis de depósitos, as fontes de liquidez da Gol totalizam cerca de R$ 3,8 bilhões. Isso é consistente com os patamares de liquidez da companhia ao longo da pandemia.

Entre julho e setembro, as Emissões Globais Brutas do Escopo 1 foram aproximadamente 508,2 mil/t CO2, um aumento de 80% em relação ao segundo trimestre1, enquanto o Combustível Total Consumido atingiu 33,9 mil litros por RPK, aumento de 5% na mesma base de comparação. As Emissões de Gases de Efeito Estufa por Hora Voo foram cerca de 8,4 t CO2, estável ante o trimestre anteiror.

4tri

A empresa planeja aumentar sua capacidade no quarto trimestre em aproximadamente 30% sobre os três meses anteriores, antecipando uma demanda sazonal mais forte. Para o vice-presidente Financeiro, Richard Lark, o foco no quarto trimestre do ano é adequar diligentemente a capacidade ao aumento da demanda, tanto no segmento de viagens a negócios como as viagens a lazer em função da temporada de férias, aumentar o inventário de assentos para as vendas da Black Friday e o retorno das rotas internacionais para Punta Cana, Cancún e Montevidéu.

A empresa lembra que as informações são preliminares e não auditadas.

Informações Broadcast

Deixe um comentário