Hapvida aprovou captação de recursos via CRI no valor de R$ 1,2 bilhão

LinkedIn

O conselho de administração da Hapvida aprovou captação de recursos via emissão de certificados recebíveis imobiliários (CRI) Lastro Hapvida, no valor de R$ 1,2 bilhão. Esta emissão se dará no âmbito da 1ª emissão de debêntures simples. A oferta pública ainda será aprovada pela Comissão Valores Mobiliários (CVM).

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:HAPV3) nesta terça-feira (02). Confira o documento na íntegra.

Adicionalmente, o conselho também aprovou o aumento do volume total das debêntures, da 2ª emissão da companhia, de R$ 500 milhões para R$ 2,5 bilhões. Este volume adicional de distribuição dos papéis se dará com esforços restritos de colocação e o volume final será definido após processo de bookbuilding.

Além disso, o conselho também elegeu Lício Tavares Ângelo Cintra para substituir Candido Pinheiro Koren de Lima Júnior para o cargo de diretor vice-presidente comercial e de relacionamento da companhia.

Deixe um comentário