Aliansce Sonae e BR Malls: falta de consenso sobre combinação de negócios tem feito as empresas desenharem novas estratégias de ataque e defesa

LinkedIn

A falta de consenso entre Aliansce (BOV:ALSO3) e BR Malls (BOV:BRML3) sobre uma combinação de negócios tem feito as empresas e seus acionistas desenharem novas estratégias de ataque e defesa, destaca o jornal Valor Econômico.

Na mais recente, A CPPIB (detentora de 23% da Aliansce) anunciou aumento de participação relevante na brMalls, para 5,76% – uma reação, segundo fontes, a uma negociação que anda pouco produtiva entre a Aliansce e fundos acionistas da da empresa alvo.

Em tese, uma participação acionária superior a 5% permite que o acionista leve à assembleia de uma companhia assuntos ligados a fusões e aquisições, sinal de que a BR Malls poderá ser pressionada a submeter o tema a uma eventual votação.

“Enquanto a Aliansce Sonae se esforça para reunir o quórum necessário para que a Br Malls convoque uma assembleia geral, vemos sinais de que a oferta pode se transformar em uma aquisição hostil”, alerta o BBI.

VISÃO DO MERCADO 

Ágora 

A oferta da Aliansce Sonae para uma potencial combinação de negócios com a brMalls pode se transformar em uma aquisição hostil (ou seja, quando uma parte compra outra que tem seu capital pulverizado na bolsa de valores sem passar pelo processo de negociação), diz a Ágora Investimentos.

A aquisição de participação do CPPIB pode ser visto como uma tentativa de reter um lance bem mais alto, segundo a Ágora.

A corretora não descarta, no entanto, um ajuste na oferta original da Aliansce que ainda tornaria a fusão um arranjo “ganha-ganha” (atualmente, a relação BRML3/ALSO3 está sendo negociada 9,6% acima da relação de swap proposta).

“Para ALSO, o prêmio a ser pago pode liberar um valor muito maior em sinergias, visibilidade e liquidez das ações, o que deve ajudar a fechar a significativa lacuna de avaliação na qual as ações atualmente são negociadas com seus pares. Para a BRML, incorporar os ativos da ALSO com um desconto relativo e ainda receber um rendimento de caixa de 20% parece uma boa proposta, que ainda pode ser seguida por todo o potencial de ganho das sinergias”, avalia a corretora.

Bradesco BBI

“Enquanto a Aliansce Sonae se esforça para reunir o quórum necessário para que a Br Malls convoque uma assembleia geral, vemos sinais de que a oferta pode se transformar em uma aquisição hostil”, alerta o BBI.

Informações Infomoney

Deixe um comentário