Aura: produção consolidada de suas operações para o 4T21 alcança novo recorde trimestral na sua história

LinkedIn

A Aura Minerals divulgou os resultados preliminares de produção para o quarto trimestre e para o ano completo de 2021.

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:AURA33) nesta segunda-feira (10).

A Aura informou que a produção consolidada de suas operações para o quarto trimestre de 2021 alcançou novo recorde trimestral na sua história, com 77.594 onças equivalentes de ouro (GEO) produzidas no período, comparada com produção total de 69.148 GEO durante o quarto trimestre de 2020.

Já durante os doze meses encerrados em 31 de dezembro de 2021, a produção da companhia alcançou 268.983 GEO, dentro do intervalo da última projeção divulgada pela empresa, representando um crescimento de 32% quando comparado ao ano anterior e um novo recorde de produção em um único ano na história da Aura.

Aranzazu e San Andres produziram cada 32.901 GEO e 26.652 GEO respectivamente no quarto trimestre de 2021, segundo a empresa um recorde de produção trimestral para cada uma destas unidades de negócio desde que foram adquiridas pela Aura Minerals, em 2008 e em 2009.

“Estou muito orgulhoso dos resultados atingidos em 2021, com um crescimento de 32%. Ao longo do ano, continuamos com nossas melhorias operacionais quebrando recordes de produtividade em Aranzazu e San Andres. Além disso, não só fechamos o ano dentro do nosso guidance mas também alcançamos importantes marcos, como o aumento de capacidade de 30% de Aranzazu, o início da construção do projeto Almas, a publicação do PEA de Matupá com atrativos retornos e os ganhos de eficiência em San Andres, tudo isso mais do que compensou os desafios que enfrentamos com Gold Road”, destacou Rodrigo Barbosa, presidente e CEO da Aura.

Informações FinanceNews

Deixe um comentário