Coluna do TradingView: Ibovespa realiza após forte rally

LinkedIn

Mercados entram em realização após 7 dias de força alta jutamente com commodities relatórios de inflação no Brasil. Confira o que os analistas estão enxergando para a semana.

Lucas Moraes

Estou observando dois canaius, o canal de Longo Prazo representado nas linhas amarelas e o canal de Médio Prazo nas linhas brancas.

Após o movimento de baixa apresentado (Linha A), o Ibovespa se comportou conforme o esperado, iniciando um movimento de correção que agora segue buscando a região do canal de médio prazo e as regiões de resistência posicionadas em 123,8k e 125,8k. Após atingir esse nível de preço, além de ser uma região de resistência, o índice pode finalizar o movimento no canal de médio prazo (Linha B).

Assim, podemos observar o inicio de um novo movimento de baixa (Linha C) buscando a região inferior do canal de médio prazo e também a de longo prazo. Esse movimento nada mais é do que a continuidade do movimento de baixa (Linha A) após a correção (Linha B). Como alvos para esse movimento, temos a região dos 90k e posteriormente 82k.

Detalhe que esse movimento pode ser realizado de forma lateral. Portanto, devemos ficar atento para o possível inicio de um período bastante difícil para a bolsa brasileira. Esse cenário negativo apenas é descaracterizado, caso o IBOV volte a confirmar um movimento acima da faixa de resistência apresentada. (Ver análise na íntegra).

Leandro Alves

Analisando o gráfico diário das ações Via Varejo, notei que a tendência é de baixa já há algum tempo e que a mesma está contida em um canal de baixa. A partir do dia 03/03, uma região de suporte já conhecida foi perfurada, invertendo seu papel de suporte para resistência. A partir disso, pudemos ver alguns dias de fechamento negativo. No entanto, no dia 15/03, a força dos compradores ganhou um novo fôlego e podemos ver dias seguidos de domínio dos touros que, inclusive, já fizeram com que o preço escapasse do canal de alta, superando a sua margem superior

O preço conseguiu ultrapassar a Média de 20 períodos, deixando-a para trás. Hoje, dia 28/03, a resistência mencionada anteriormente (a região em vermelho) está sendo desafiada pelo segundo dia seguido. Até agora, porém, ela permanece vencedora.

Acredito ainda não haver evidências suficientes para me fazer acreditar que a tendência primária de baixa (que já dura vários meses) reverteu, pois acredito que os melhores movimentos estão a favor da tendência.

No entanto, não vou desconsiderar que a superação do canal de alta é um sinal interessante. Estarmos acima da M20 também. Eu ficaria mais confortável em realizar uma compra se um pivô de alta se formasse acima da resistência. Ver volume confirmando tudo isso seria muito bom também. (Ver mais sobre VIIA3).

Lino Canonico

Depois de idas e vindas da CIEL3 nos preços de 2,02 e 2,89, finalmente o mercado precificou um preço no final da semana passada exatamente na resistência de 2,89.

É importante destacar um estudo para a consequência desse possível rompimento que pode acontecer nos 2,89, podendo o papel chegar aos preços de 3,28 (1° Alvo) e 3,52 (2° Alvo), mas claro, não de forma uniforme.

Todavia, essa uniformidade pode não ser tão bem definida em função da região em que tivemos uma LTB muito agressiva (ver região Amarela), portanto, vale destacar também que os compradores podem elevar o preço em um canal mais fechado (linhas de tendências amarelas) até os alvos citados. Se os vendedores forem mais forte, o preço poderá ocasionar um falso rompimento e ser arrastado para os alvos da retração de Fibonacci indicados nas setas laranjas (ver sequência). (Mais sobre Cielo).

Grafistas

Arrival stock saiu da região de $37,00 (trinta e sete dólares) em Dezembro de 2020, para inacreditáveis $3,79 (três dólares e setenta e nove cents). Sendo que o IPO da empresa saiu com valor na região de $9,60 (nove dólares e sessenta cents). A empresa de veículos elétricos parece não agradar o mercado.

Graficamente, os preços estão andando de lado até a MMA 20 (média amarela). Quando os preços caem muito durante um tempo relativamente curto, as médias “ficam para trás”. Logo, temos um movimento de lateralização, que também é chamado de “consolidação” pela literatura técnica, sendo tal movimento um padrão de continuidade, ou seja, os preços na imensa maioria das vezes vão romper para o lado da tendência, o que no caso em tela, será movimento de queda. O volume caiu muito, e a evidência disto é o tamanho dos últimos candles. Candlesticks muito pequenos indicam volume baixo. Possivelmente muitos investidores que estavam comprados devem ter desmontado posições e agora resta uma quantidade bem menor.

Nada indica que preços vão reverter tão cedo. O DMI (indicador abaixo do gráfico) indica que a tendência de baixa predomina (linha vermelha acima da verde) e que está forte (linha branca, chamada de ADX , está em niveis altos – acima de 50). Como não temos pivô de baixa simetricamente formado, fica difícil fazer projeção futura dos preços, já que estão em níveis absurdamente baixos. Mas, tendência de baixa segue firme e forte e não deve parar tão cedo. (Ver o gráfico dinâmico).

Disclaimer: As análises aqui apresentadas são apenas estudos. Elas não são recomendações de investimento, nem de compra nem de venda, tampouco refletem a opinião do veículo de mídia na qual estão sendo divulgadas. São estudos direcionados a pessoas com conhecimento e experiência no mercado financeiro.

Nossos Autores: Lucas MoraesLeandro Alves, Lino Canonico e Grafistas.

 

Deixe um comentário