Cury registra volume geral de vendas líquido de R$ 753,4 milhões no 1T22, alta de 27,6% na comparação anual

LinkedIn

A Cury Construtora e Incorporadora, uma das construtoras líderes do segmento residencial no Brasil atuando nas regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro, divulgou sua prévia de resultados operacionais do primeiro trimestre de 2022 (1T22).

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:CURY3) nesta terça-feira (12).

No 1T22 foram lançados 5 empreendimentos, sendo 3 localizados em SP e 2 localizados no RJ, totalizando o Valor Geral de Vendas de R$ 781,2 milhões, aumento de 32,3% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O preço médio das unidades lançadas atingiu R$ 241,1 mil, com aumento de 20,7% em relação ao mesmo período do ano anterior e 0,2% se comparado com o 4T21.

“O aumento de preços continua sendo a principal proteção contra a alta dos custos dos insumos de construção”, explicou a companhia.

No primeiro trimestre de 2022, o VGV vendido líquido atingiu R$ 753,4 milhões, alcançando novo recorde histórico. Esse valor representa uma alta de 23,2% em relação ao trimestre passado e 27,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A Cury informou que segue focando a maior parte de seus lançamentos nas faixas mais altas do programa Casa Verde e Amarela e, inclusive fora do programa, a fim de preservar as margens de seus produtos.

VISÃO DO MERCADO 

XP Investimentos

Analistas da XP Investimentos apontaram os bons resultados da Cury.

A Cury Construtora e Incorporadora apresentou dados operacionais excelentes no primeiro trimestre, impulsionados principalmente por lançamentos robustos, atingindo R$ 781 milhões, alta de 32% em base anual, além de recorde de vendas, diz a XP, em relatório.

O analista Ygor Altero escreve que o volume de lançamentos foi composto por dois projetos no Rio de Janeiro e três projetos em São Paulo. Como resultado, a empresa registrou recorde de vendas, alcançando R$ 753 milhões no trimestre, alta de 27,6% em base anual, diz o analista.

Ele destacou o maior preço médio de R$ 230 mil no primeiro trimestre, alta de 12,5%, mantendo as vendas sobre oferta (VSO) robustas de 41,4% ante 43,5% no mesmo período de 2021, refletindo a forte demanda por produtos com foco no topo do programa Casa Verde e Amarela (CVA).

Além disso, a geração operacional de caixa atingiu R$ 17,6 milhões, ante R$ 8,4 milhões no primeiro trimestre de 2021, explicada por um aumento significativo nos repasses, atingindo R$ 532 milhões, alta de 79% em base anual, escreve o analista.

XP mantém sua recomendação de compra com preço-alvo de R$ 13,00….

Informações FinanceNews

Deixe um comentário