Sinqia (SQIA3): lucro líquido de R$ 10,491 milhões no 2T22, crescimento de 21,9%

LinkedIn

Sinqia, principal provedora de tecnologia para o mercado financeiro, teve lucro líquido ajustado 21,9% maior no segundo trimestre de 2022 (2T22), para R$ 10,491 milhões. Já o lucro líquido atribuído aos acionistas foi de R$ 1,7 milhão no trimestre, queda de 64,7%.

O resultado é explicado pelas variações das seguintes linhas que o compõem a melhora de R$ 18,1 milhões no lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês); piora de R$ 10,1 milhões na linha de Depreciação e Amortização; piora de R$ 5,3 milhões no resultado financeiro; piora de R$ 4,7 milhões no imposto de renda e contribuição social e aumento de R$ 1,2 milhão na participação de não-controladores, relacionado à parcela dos resultados da FEPWeb, QuiteJá e LOTE45 detida pelos outros sócios.

A receita líquida registrou recorde de R$ 151,8 milhões, crescimento total de 72,9% sobre o mesmo período do ano anterior, com crescimento orgânico de 19,6%. Considerando também o crescimento orgânico das aquisições a partir da base proforma não auditada do 2T21, observaríamos um crescimento orgânico de 23,5%.

De acordo com Thiago Rocha, diretor vice-presidente de Estratégia, Finanças e Relação com Investidores, “esse número é a melhor indicação do novo patamar de crescimento orgânico da ‘nova Sinqia’”.

Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado atingiu R$ 39,1 milhões, crescimento de 98,3% sobre mesmo período do ano anterior, com margem ebitda ajustada de 25,7%.

Esse desempenho é explicado, principalmente, pela consolidação dos resultados provenientes das aquisições realizadas nos últimos cinco trimestres e pelos ganhos de escala obtidos no período.

O resultado financeiro foi de R$ 8,2 milhões negativos. As receitas financeiras atingiram R$ 3,6 milhões, 145,9% superiores ao 2T21, explicados pelo aumento do caixa médio e da taxa de juros no período.

As despesas financeiras, por sua vez, somaram R$ 11,9 milhões, 168,6% superiores ao mesmo período do ano anterior, refletindo, principalmente, o aumento da dívida bruta provocado pela emissão de debêntures e da taxa de juros no período.

As despesas comerciais, gerais e administrativas somaram R$ 28,5 milhões no 2T22, aumento de 49,6% em relação ao 2T21, devido, principalmente, à consolidação de despesas provenientes das aquisições realizadas nos últimos cinco trimestres, que somaram R$ 12,7 milhões no 2T22, distribuídas por diversas linhas. Vale destacar que apesar do incremento na comparação anual, essas despesas representaram 18,7% da receita total, com redução de 2,9 p.p. sobre o mesmo período do ano anterior, refletindo os ganhos de escala proporcionados pelas aquisições recentes.

Os custos totalizaram R$ 88,4 milhões, crescimento de 75,7% sobre o 2T21, impactado principalmente pela consolidação dos custos provenientes das aquisições realizadas nos últimos cinco trimestres que somaram R$ 27,7 milhões. Excluindo esse efeito essa linha teria crescido 28,2% sobre o mesmo período do ano anterior, refletindo, sobretudo, a expansão do quadro de colaboradores no período para suportar o crescimento da operação em todas as unidades de negócios.

O ARR de Software alcançou novo recorde de R$ 482,1 milhões, alta de 76,7%, incluindo crescimento orgânico de 24,4% sobre o mesmo período do ano anterior. Esse percentual é consequência da nossa capacidade de repassar integralmente a inflação e, simultaneamente, sustentar altos volumes de vendas e baixos de churn, dado que operamos em um mercado resiliente e contamos com diferenciais competitivos claros.

A companhia encerrou o período com dívida líquida de R$ 270,4 milhões ante R$ 255,8 milhões no último trimestre. A dívida líquida ajustada que considera os ajustes mencionados acima, tanto no caixa bruto como na dívida bruta, é de R$ 173,6 milhões, representando um endividamento de 1,1x EBITDA ajustado anualizado do 2T22.

Os resultados da Sinqia (BOV:SQIA3) referentes às suas operações do segundo trimestre de 2022 foram divulgados no dia 12/08/2022. Confira o Press release na íntegra!

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Infomoney,

Deixe um comentário