Rumo: conselho aprova participação da companhia em disputa pela ferrovia interna do Porto de Santos

LinkedIn

O conselho de administração da Rumo aprovou a participação da companhia e/ou de suas controladas Rumo Malha Norte, Rumo Malha Paulista e Rumo Malha Central no processo de Chamamento Público Constitutivo Nº 02/2022, conduzido pela Autoridade Portuária de Santos (SPA), cujo objeto é identificar interessados em celebrar Contrato de Cessão relativo a gestão, operação, manutenção e expansão da Ferrovia Interna do Porto de Santos (FIPS).

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:RAIL3) nesta sexta-feira (30).

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa diz que pela proposta do edital do Chamamento Público, a FIPS será constituída sob a modalidade de associação entre todos os operadores ferroviários interessados e aprovados pela SPA, com regras de governança corporativa pré-estabelecidas, e preservará o modelo de compartilhamento de custos e das operações mediante critérios de cálculo e diretrizes também já determinados pela SPA.

Conforme consta dos documentos do Chamamento Público, o titular do Contrato de Cessão será responsável, em conjunto, pela gestão, operação, manutenção e expansão da malha ferroviária no Porto de Santos, pelo prazo de 35 anos. Também estão previstos, na estimativa da SPA, investimentos da ordem de R$ 891 milhões, dentro de um prazo aproximado de cinco anos, investimentos estes que deverão ser suportados pelas operadoras na proporção do volume performado/planejado no Porto de Santos.

“Os investimentos dos três primeiros anos não acarretarão alterações nas projeções de longo prazo (até 2025) da companhia e já divulgadas”, afirma a Rumo.

A empresa lembra que a decisão da SPA a respeito da aprovação dos interessados em participar da FIPS ocorrerá nos termos e prazos constantes do Edital.

Informações Broadcast

Deixe um comentário