ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for smarter Negocie de forma mais inteligente, não mais difícil: Libere seu potencial com nosso conjunto de ferramentas e discussões ao vivo.

Momento Cripto (31/10/23): Recorde de endereços BTC lucrativos, Tether fortalece reservas no trimestre, e mais

LinkedIn

Bitcoin mantém estabilidade após mudanças do Banco do Japão na política de liquidez

O Bitcoin (COIN:BTCUSD) está sendo negociado por volta de US$ 34.300 após alterações do Banco do Japão (BOJ) em sua abordagem ao programa de “controle da curva de rendimento” (YCC). O BOJ optou por considerar o limite de 1% para títulos governamentais de 10 anos como referência, ao invés de um teto, proporcionando maior flexibilidade de rendimento e reduzindo a necessidade de compras de títulos para impulsionar a liquidez. A criptomoeda líder sofreu uma leve queda de 0,44% nas últimas 24 horas. O analista da Bitget, Fernanda Pereira, comentou que “a dominância do BTC atingiu o patamar de 54% na semana passada, e vem lentamente recuando. Acredito que ela possa voltar pra 52%. Caso isso aconteça, veremos altcoins valorizando mais que o BTC durante o mês de novembro, e essa é minha aposta para esse mês. Polygon (COIN:MATICUSD), Polkadot (COIN:DOTUSD) e Chiliz (COIN:CHZUSD) são ativos para ficar de olho“.

Recorde de endereços Bitcoin lucrativos, apesar da queda de preço

Mesmo com o preço do Bitcoin (COIN:BTCUSD) 50% abaixo de seu valor máximo histórico, um número recorde de endereços de carteira estão lucrando. A empresa de análise on-chain, Glassnode, registrou 39,1 milhões de endereços lucrativos no dia 30 de outubro, superando o pico anterior de 38,1 milhões em novembro de 2021. Atualmente, 81,1% dos endereços Bitcoin estão no lucro, enquanto apenas pouco mais de 9 milhões estão com prejuízo. A recente valorização do Bitcoin beneficiou tanto detentores de longo prazo quanto de curto prazo.

Hacker da Unibot movimenta US$ 630.000 via Tornado Cash

O hacker da Unibot transferiu US$ 630.000, oriundos de um roubo ao bot de negociação do Telegram, através do Tornado Cash. A equipe da Unibot, em uma postagem, reconheceu uma “exploração de aprovação de token” e interrompeu seu roteador como resposta. O token UNIBOT (COIN:UNIBOTUSD) caiu 30% após o hack. Relatórios da Cyvers Alerts estimam o roubo em cerca de 345 Ethereum. A Unibot afirmou que as vítimas serão compensadas e os detalhes completos serão fornecidos após as investigações.

MetaMask e Blockaid introduzem medidas contra phishing na criptoesfera

MetaMask, em colaboração com a Blockaid, introduziu um recurso avançado para potencializar a segurança dos seus usuários. Este recurso, denominado Módulo Offline de Preservação de Privacidade (PPOM), atua como um mecanismo de validação offline de transações e assinaturas, evitando comprometimentos com servidores externos. A ferramenta da Blockaid também permite simular interações em dApps, detectando comportamentos maliciosos. A integração progressiva desta função tem o objetivo de minimizar falsos positivos. A ameaça de phishing e golpes é crescente na indústria de criptomoedas, com muitos usuários caindo vítimas de aplicativos de carteira falsificados.

Tether revela fortalecimento de reservas e investimentos em relatório do terceiro trimestre

Tether Holdings Limited, criadora da renomada stablecoin USD Tether (COIN:USDTUSD), apresentou um relatório verificado pela BDO, evidenciando robustez em suas finanças. O atestado mostra um acréscimo nas reservas de caixa para 85,7% do total, corte de US$ 330 milhões em empréstimos garantidos e investimentos significativos em pesquisa. Apesar das variações em ouro e Bitcoin, a empresa manteve reservas excedentes sólidas. Seu foco em sustentabilidade e inovação é sublinhado pelos investimentos em energia limpa e tecnologia P2P.

Evolução da camada 2 Ethereum: Diversidade e visão de Vitalik Buterin

O cofundador da Ethereum (COIN:ETHUSD), Vitalik Buterin, abordou a evolução constante do ecossistema Ethereum da camada 2 em seu blog. Segundo ele, diferentes protocolos de camada 2 estão adotando abordagens únicas para otimizar escalabilidade, custos e segurança. Enquanto rollups, como Arbitrum e Optimism, aprimoram a segurança, outros projetos visam se alinhar mais com Ethereum. Buterin salientou a descentralização como uma característica chave, mas com flexibilidade variável para diferentes aplicações. Ele também destacou a importância de equilibrar segurança com escalabilidade, enquanto antecipa avanços futuros no ecossistema Ethereum.

Blockchain: Ferramenta contra “diamantes de sangue” segundo presidente do Botswana

Mokgweetsi Masisi, presidente do Botswana, vê a blockchain como uma solução vital para a indústria de diamantes. Ele acredita que essa tecnologia pode garantir a origem ética e sustentável dos diamantes, excluindo os “diamantes de sangue” dos mercados. Em um discurso recente, Masisi destacou a importância da transparência e rastreabilidade, afirmando que a blockchain fornece a confiança necessária aos consumidores. Ele enfatizou a necessidade de inovação para uma indústria de diamantes mais responsável e próspera.

Celestia lança versão Beta e introduz era modular no blockchain

O blockchain Celestia estreou sua versão beta da mainnet após distribuir o token TIA (COIN:TIAUSD) para 580 mil usuários. Essa rede modular tem o objetivo de lidar com questões de escalabilidade e estabilidade encontradas em blockchains tradicionais como Ethereum e Solana. Diferente desses, Celestia prioriza modularidade, permitindo maior velocidade sem comprometer a descentralização. A introdução do sistema de amostragem de disponibilidade de dados (DAS) na rede otimiza a transferência de dados. Esta fase beta possibilita a utilização de Celestia por rollups e cadeias modulares. Celestia, avaliada em US$ 1 bilhão, levantou US$ 55 milhões no último ano.

xBlock lança solução para transações privadas em Blockchain

A xBlock lançou uma solução inovadora para garantir transações privadas na economia blockchain, atendendo às demandas das empresas. Enquanto blockchains públicas comprometem dados financeiros confidenciais, a xBlock oferece uma solução que mantém a privacidade desses dados. O fundador, Lou Waroo, destaca que a solução da xBlock protege o endereço das carteiras blockchain, integra-se facilmente a sistemas de pagamento e já movimentou US$ 250 milhões em transações no último ano. A xBlock diferencia-se por sua compatibilidade, segurança e versatilidade, podendo ser usada em vários blockchains.

Coinbase alavanca defesa da criptomoeda com sucesso notável

A iniciativa sem fins lucrativos da Coinbase (NASDAQ:COIN), “Stand With Crypto”, atraiu mais de 100.000 participantes em poucas semanas. O site da iniciativa facilita o contato com legisladores e esclarece suas posturas sobre criptomoedas, e já arrecadou mais de US$ 2 milhões em doações, metade vindo de Brian Armstrong, CEO da Coinbase. O projeto visa aprimorar a defesa da criptomoeda e tem planos de expandir suas atividades e alcance.

Shin culpabiliza ex-CEO Kwon pelo colapso da Terraform Labs

Daniel Shin, cofundador da Terraform Labs, que faliu, apontou o ex-CEO Do Kwon como responsável pela crise da empresa em 2022, segundo o veículo de comunicação sul-coreano Munawa Broadcasting Co. Indiciado por vínculo com a empresa de criptomoeda, Shin afirmou ter saído da Terraform Labs dois anos antes do colapso. Durante seu julgamento, foi enfatizado que o fracasso da empresa se deu pela gestão inadequada de Kwon com o Protocolo Anchor e interferências externas. Enquanto Shin está em julgamento na Coreia do Sul, Kwon está detido em Montenegro por posse de documentos falsos.

Bankman-Fried e as alegações de má gestão de fundos na FTX

Sam “SBF” Bankman-Fried, fundador da FTX, alegou que os depósitos fiduciários da plataforma eram parte do “gerenciamento de risco” da sua empresa Alameda Research. No tribunal, foi questionado sobre o uso de US$ 8 bilhões dos clientes. Ele admitiu ter sido mais focado na Alameda do que na FTX. Revelações sugerem que a FTX tinha relações próximas com o governo das Bahamas, incluindo alegações de favorecimento ao primeiro-ministro Philip Davis. O julgamento continua e se espera uma conclusão na próxima semana.

Bittrex recebe aprovação judicial para encerrar operações após acusações da SEC

O juiz Brendan Shannon, de Delaware, autorizou a Bittrex, uma exchange de criptomoedas com sede em Seattle, a concluir seu plano de falência do Capítulo 11 e encerrar operações nos EUA. A decisão veio após a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA acusar a Bittrex e seu ex-CEO de operações não registradas, gerando receitas de US$ 1,3 bilhão. Apesar de concordar com um acordo de US$ 24 milhões em agosto, a empresa declarou que não era viável continuar nos EUA. A Bittrex Global, que opera internacionalmente, não será afetada.

Etherfuse lança ‘Stablebond’ para impulsionar investimentos de varejo no México

Na conferência de Solana em Amsterdã, Etherfuse apresentou o ‘Stablebond’, um título tokenizado destinado a investidores de varejo mexicanos. O México é o segundo maior mercado de títulos da América Latina, com grande liquidez, mas predominantemente dominado por instituições e investidores estrangeiros. Etherfuse visa equilibrar a participação mexicana, com apenas 2% dos títulos sendo detidos por locais. Os Stablebonds, baseados em Solana, são apoiados pelo governo mexicano.

Bastion garante licenças de transmissão de dinheiro em dois estados dos EUA

Bastion, startup de criptomoeda fundada por ex-líderes da Andreessen Horowitz, conquistou licenças de transmissão de dinheiro em New Hampshire e Arkansas. Concedidas por departamentos bancários locais, essas licenças possibilitam que a Bastion ofereça serviços de ativos digitais nesses estados. A empresa tem solicitações similares em andamento em outros estados. Fundada recentemente em setembro de 2023, a Bastion reforça seu comprometimento com a integração regulamentada de ativos digitais, juntando-se a nomes como Coinbase (NASDAQ:COIN) e Alchemy Pay que possuem licenças semelhantes.

Japão congela ativos de agentes do Hamas e empresa cripto por financiamento ao terrorismo

O Japão bloqueou os bens de nove representantes do Hamas e uma firma criptográfica, alegando ligações com o financiamento terrorista. A decisão ocorreu em uma reunião governamental em 31 de outubro. O Hamas, conhecido por suas tensões com Israel, foi rotulado de terrorista pelo primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida. O objetivo das sanções é interromper o financiamento ao Hamas. A ação segue medidas similares dos EUA, que sancionaram indivíduos e entidades ligadas ao grupo.

Hong Kong avança para segunda fase do programa de moeda digital após teste bem-sucedido

A Autoridade Monetária de Hong Kong (HKMA) anunciou a transição bem-sucedida para a segunda fase do seu projeto piloto e-HKD após a conclusão satisfatória da fase inicial. Lançado em 2022, o programa avaliou o potencial de um CBDC em áreas como pagamentos completos, offline e programáveis. O relatório da HKMA enfatizou as vantagens da tokenização, liquidação atômica e programabilidade. A próxima etapa explorará casos de uso promissores e considerará tecnologias de contabilidade distribuída devido à sua escalabilidade e interoperabilidade.

Ripple Labs e Fubon Bank testam liquidação de propriedades via e-HKD em Hong Kong

Ripple Labs está colaborando com o Fubon Bank de Hong Kong em um projeto piloto, e-HKD, para liquidação de propriedades tokenizadas. Usando tecnologia avançada, o programa visa fornecer uma Linha de Crédito de Capital Próprio (HELOC) simplificada para residentes. O e-HKD, a moeda digital do banco central de Hong Kong, promete agilizar e baratear as liquidações. O projeto, envolvendo múltiplos participantes como Hex Trust e Stratford Finance, busca otimizar o acesso ao patrimônio imobiliário e explorar sua tokenização completa.

Espanha adianta adoção de regulamentação de criptoativos e prepara para o Euro Digital

Espanha planeja implementar o regulamento de Mercados de Criptoativos (MiCA) seis meses mais cedo, com início previsto para dezembro de 2025. Em uma reunião recente entre Nadia Calvino e Verena Ross da ESMA, foi discutida a aceleração da adoção regulatória. O movimento busca maior proteção aos investidores, afetando grandes empresas de ativos digitais como Coinbase (NASDAQ:COIN) e Binance. Enquanto muitos países europeus avançam com as regulamentações MiCA, o Banco de España destaca os benefícios do Euro digital, a Moeda Digital do Banco Central da UE, embora haja preocupações com a privacidade dos dados.

Botev Plovdiv FC da Bulgária adota bitcoin como método de pagamento

O Botev Plovdiv FC, o time de futebol mais antigo da Bulgária, agora aceita Bitcoin (COIN:BTCUSD) e Lightning Network como formas de pagamento, graças à adesão ao protocolo Nostr. Esta inovação permite que os fãs comprem mercadorias e ingressos com Bitcoin nos jogos da Parva Liga. Anton Zingarevich, presidente do clube, vê um futuro onde o Bitcoin é tão comum quanto a internet. A implementação foi possível graças à parceria com o BTCPay Server e a colaboração da CryptoDesk.bg e Bitcoinize.com.

BlockWoods ganha destaque no World Blockchain Summit em Dubai

A BlockWoods, sediada em Dubai e focada em marketing de criptografia, foi convidada como parceira de marketing oficial para o prestigiado World Blockchain Summit. No evento, ela compartilhará o palco com líderes da indústria blockchain, apresentando seu projeto inovador. Esta não é a primeira grande participação da BlockWoods; eles também marcaram presença em eventos de renome como o Future Blockchain Summit e o TOKEN2049 em Singapura.

Backpack recebe licença VARA de Dubai para serviços de troca de criptomoedas

A Autoridade Reguladora de Ativos Virtuais de Dubai (VARA) concedeu à carteira digital Backpack a licença de Provedor de Serviços de Ativos Virtuais, permitindo-lhe lançar a Backpack Exchange. Essa licença só abrange a troca de criptomoedas em Dubai. Com avanços técnicos como zk-proofs e MPC, a Backpack busca trazer mais transparência ao setor. A plataforma será acessível a usuários selecionados a partir de novembro de 2023 e ao público em geral no início de 2024.

Deixe um comentário

Seu Histórico Recente

Delayed Upgrade Clock