No ano, as ações da Eletrobras caem cerca de 18%. Porém, para o Citi, essa pode ser uma oportunidade, com os analistas do banco listando sete motivos pelos quais consideram que a Eletrobras é uma compra.

“Achamos que a ação está bastante assimétrica e uma grande oportunidade”, avalia a equipe de análise.

O Citi tem recomendação de compra e preço-alvo de R$ 51 para a ação ELET3, ou um potencial de 48,5% frente o fechamento de sexta-feira (27).

Confira abaixo os motivos que levam o Citi a recomendar compra para a ação da companhia de energia:

Motivos 1 a 3) Novo CEO e velocidade das mudanças, relacionamento institucional e comunicação

Os analistas do banco apontam que, desde que Ivan Monteiro assumiu como novo CEO da Eletrobras (BOV:ELET3) (BOV:ELET5) (BOV:ELET6), em agosto deste ano, foi notável que a empresa:

  • 1) aumentou a velocidade das mudanças;
  • 2) deu os primeiros passos na construção de novas pontes com o governo federal; e
  • 3) fez algumas mudanças gerenciais necessárias para ajudar a melhorar a comunicação da empresa (com novo CFO e novo RI).

Sobre o primeiro ponto, o Citi avalia que, em 45 dias da nova gestão, a Eletrobras já vendeu suas ações na AES Brasil, na Energisa  e na Copel, além de sua térmica em Candiota.

Além das vendas, a companhia acelerou os estudos para incorporar Furnas, de modo a melhorar a eficiência fiscal) e fez diversas trocas de gestão.

Já sobre o segundo ponto, o Citi avalia que, recentemente, Alexandre Silveira, Ministro de Minas e Energia, esteve em um mesmo evento que o CEO Ivan Monteiro em Brasília e elogiou o executivo. “Esse diálogo que o Ivan começou a demonstrar é muito benéfico, podendo gerar resultados positivos para as pessoas e para as relações institucionais entre a Eletrobras e o Ministério.”

4) Geração e preços implícitos de energia

O negócio de geração, na opinião dos analistas, oferece aos investidores uma menor proteção à inflação quando comparado aos operadores de rede (Distribuição + Transmissão).

“A geração, em nossa opinião, é uma mistura de infraestrutura/serviço público tradicional com um produtor de commodities. Como qualquer player de commodities, é ideal que o risco das commodities pareça assimétrico. Na nossa opinião, esse é o caso agora da ELET, já que a sua avaliação parece apontar que os preços da energia estão em R$ 90 por Megawatt-hora (MWh)”, avaliam os analistas.

Eles veem que esse é o caso agora da Eletrobras, já que sua avaliação parece apontar que os preços da energia estarão em R$ 90/MWh na perpetuidade (em uma base real, com todas as demais condições mantidas).

“Os preços de energia podem ficar em R$ 90/MWh para sempre? Sim. Mas essa visão parece muito assimétrica, especialmente para uma empresa que opera principalmente hidrelétricas.”

5) A hidrelétrica como estratégia

Quanto mais usinas solares (descentralizadas e centralizadas), eólicas e hidrelétricas sem reservatórios um sistema de energia tiver, mais volátil e imprevisível ele se tornará.

Quanto mais imprevisível fica, mais o sistema depende de hidrelétricas (com reservatórios) e térmicas para garantir a segurança do sistema em momentos de alta demanda (ou problemas operacionais específicos).

Os analistas apontam que um aumento da volatilidade nos preços spot por hora ocorreu em muitos outros países que passaram pelas mudanças que o Brasil está enfrentando. Aqui não deveria ser diferente. E isso mostra o alto valor estratégico que a geração hidrelétrica (com reservatório) tem.

Para os analistas do banco, o El Niño ainda deve aumentar a volatilidade nos preços spot, o que pode gerar oportunidades para os operadores de hidrelétricas.

6) Nível de valuation

Uma forma de analisar o quão interessante as ações da Eletrobras estão é analisando qual é o preço implícito da eletricidade livre que ela negocia.

Outra é verificar a Taxa Interno de Retorno (TIR) real (com as previsões atuais de preços de energia). Os analistas veem a TIR real em torno de 16%, o melhor do setor.

7) Dividendos

Por último, mas não menos importante, o Citi espera que a Eletrobras crie uma política de dividendos no primeiro semestre de 2024.

Os analistas veem o rendimento médio do lucro da empresa 2025-2027 (usando a curva PPA, Power Purchase Agreement, ou acordo ou contrato de compra e venda de energia de longo prazo) em 17,8%.

“Os rendimentos de dividendos podem ser bastante interessantes”, avaliam os analistas.

Informações Infomoney
ELETROBRAS ON (BOV:ELET3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Mar 2024 até Abr 2024 Click aqui para mais gráficos ELETROBRAS ON.
ELETROBRAS ON (BOV:ELET3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Abr 2023 até Abr 2024 Click aqui para mais gráficos ELETROBRAS ON.