As ações da Eletrobras sobem cerca de 3%, cotadas a R$ 42,11, no final desta manhã de quinta-feira (4), após a Advocacia-Geral da União (AGU) pedir ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Nunes Marques uma extensão, por mais 90 dias, do prazo das negociações entre o governo federal e a elétrica sobre o peso do voto da União nas decisões da companhia.

“Vemos isto como uma notícia positiva, confirmando a nossa opinião de que as negociações estavam a progredir. As ações da Eletrobras tiveram um desempenho ruim nos últimos 30 dias devido ao fluxo de notícias conflitantes em torno da disputa pelo direito de voto, levando os investidores a acreditar que um potencial acordo era menos provável”, escreveu, em relatório o Itaú BBA.

Conforme o relatório, é esperado que o governo federal envie ao Congresso algumas medidas provisórias para o setor de serviços públicos no curto prazo. Uma dessas medidas provisórias, acrescenta, visa criar o arcabouço legal que permita a securitização das parcelas da CDE a serem pagas pela Eletrobras nos próximos 25 anos, utilizando os recursos para redução das tarifas de energia.

Eletrobras e governo em disputa

Especialmente sobre a disputa pelo voto do governo no conselho da Eletrobras (BOV:ELET3) (BOV:ELET5) (BOV:ELET6), o BBA mantém uma “visão positiva”, sobre as chances de um “possível acordo entre o governo federal e a Eletrobras”.

O documento cita as razões:

  • os acionistas da Eletrobras estariam dispostos a permitir que o governo federal nomeasse dois dos nove membros do conselho;
  • o limite de 10% do direito de voto permaneceria inalterado;
  • a Eletrobras provavelmente concordaria com um pagamento do fundo CDE mais cedo do que o cronograma de privatização de 25 anos, um pagamento mais cedo não destruiria o VPL;
  • sobre os ativos nucleares, os acionistas querem alterar o acordo de acionistas da Eletronuclear para eliminar a obrigação da Eletrobras de capitalizar a empresa, caso Angra 3 seja desenvolvida.

“Vale lembrar que qualquer acordo teria que ser aprovado pelos acionistas, o que nos leva a acreditar que a administração só concordaria com os termos se fossem positivos para a Eletrobras”, acrescenta o relatório.

Quanto vale a Eletrobras?

Por fim, os analistas do BBA reiteraram a recomendação de outperform (acima da média do mercado) para a Eletrobras. O banco diz ver as ações sendo negociadas com uma valorização bastante atrativa (TIR de 14%).

“O preço das ações da Eletrobras não refletiu a melhoria significativa nas perspectivas para os preços de energia, sendo negociadas perto dos níveis do início de janeiro devido às incertezas em torno de um potencial acordo.”

O preço-alvo, para o final de 2024, valorado pelo banco para ELET3 é de R$ 59,56.

Informações Infomoney
ELETROBRAS ON (BOV:ELET3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Abr 2024 até Mai 2024 Click aqui para mais gráficos ELETROBRAS ON.
ELETROBRAS ON (BOV:ELET3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Mai 2023 até Mai 2024 Click aqui para mais gráficos ELETROBRAS ON.