O Grupo São Martinho reportou lucro líquido de R$ 190,091 milhões no primeiro trimestre do ano-safra 2021/22, encerrado em 30 de junho. O resultado representa alta de 64,3% ante o registrado em igual período da temporada 2020/21, de R$ 115,706 milhões.

Os resultados da São Martinho (BOV:SMTO3) referentes às suas operações do primeiro trimestre de 2021/2022 foram divulgados no dia 10/08/2021. Confira o Press Release complete!

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da companhia sucroenergética subiu 40,1% na mesma base de comparação, para R$ 688,307 milhões.

“Reflexo principalmente do maior preço médio de comercialização de etanol (+84,7%), açúcar (+28,3%), cogeração (+24,9%), além do volume de comercializado de CBios”, disse a empresa em relatório sobre o aumento do Ebitda.

A receita líquida do Grupo São Martinho alcançou R$ 1,322 bilhão no primeiro trimestre da safra, alta anual de 28,8%. O lucro caixa ficou em R$ 238,406 milhões no trimestre, 61,1% superior ao verificado no mesmo período da temporada passada.

A dívida líquida caiu 10,1% entre março e junho de 2021, para R$ 2,428 bilhões. A alavancagem, medida pela relação entre dívida líquida e Ebitda, passou de 1,47 vez em junho de 2020 para 1,02 vez no mesmo mês de 2021.

O capex de manutenção da companhia somou R$ 240,61 milhões no primeiro trimestre da safra, aumento de 25,1% em relação ao de igual período da safra anterior. O capex de melhoria operacional, composto por investimentos relacionados às trocas de equipamentos agrícolas e industriais, visando crescimento de produtividade, somou R$ 30,27 milhões no trimestre encerrado em junho, avanço de 70,4%. Quanto ao capex de expansão, os investimentos subiram de R$ 13,18 milhões entre abril e junho de 2020 para R$ 161,63 milhões no mesmo período de 2021.

Produção

Em termos operacionais, a São Martinho relatou processamento de 8,7 milhões de toneladas de cana-de-açúcar no trimestre, queda de 12,9% no comparativo anual, reflexo principalmente do clima mais seco observado desde 2020 e do início mais tardio da colheita.

açúcar total recuperável (ATR) apresentou alta de 2,9% na média do trimestre frente ao mesmo período de 2020. Com a queda de moagem, porém, o total de ATR produzido em comparação ao mesmo período da safra passada apurou redução de 10,4%, para 1.178 kg por tonelada.

“Como evento subsequente ao trimestre divulgado, gostaríamos de mencionar que as geadas que ocorreram durante o mês de julho não devem afetar materialmente nosso guidance oficial divulgado ao mercado em 21 de junho de 2021”, disse a São Martinho, que espera processar 20,5 milhões de toneladas de cana em 2021/22.

A produção de açúcar ficou em 545 mil toneladas, 8,6% abaixo do fabricado no primeiro trimestre da safra passada. Já a oferta de etanol, de 358 milhões de litros, foi 11,9% inferior na mesma base de comparação. A energia exportada no trimestre inicial de 2021/22 ficou em 303 mil Mwh, 11,0% inferior à do primeiro trimestre de 2020/21.

Para explicar os recuos, a empresa cita o tempo seco observado desde 2020 e uma menor quantidade de dias de colheita em algumas unidades de São Paulo. Em comunicado, a empresa informou que as geadas do mês de julho “não devem afetar materialmente” o guidance divulgado em junho deste ano.

O mix produtivo da companhia indicou destinação de 48% da cana para a produção de açúcar e 52% para o etanol, ante relação de 47%-53% no mesmo período do ano passado.

Em nota, a São Martinho afirmou que os preços de etanol “deverão ficar em patamares mais elevados, versus safra anterior” em decorrência do aumento de preços da gasolina e da recuperação da demanda para o Ciclo Otto no Brasil.

Fixações

A empresa informou que, em 30 de junho, cerca de 713 mil toneladas de açúcar, ou aproximadamente 85% da cana própria, haviam sido fixadas para a safra 2021/22 a preço médio de R$ 1.648 a tonelada.

Para a safra 2022/23, as fixações totalizavam 346 mil toneladas de açúcar, a um preço de 1.782 reais/tonelada.

VISÃO DO MERCADO

Credit Suisse

O Credit Suisse avaliou os resultados do primeiro trimestre de 2022 da São Martinho como bons, mas em linha com a expectativa do mercado. O banco diz que o Ebitda, que subiu 40% na comparação anual, ficou 2% acima de sua expectativa.

Itaú BBA

O Itaú BBA avaliou os resultados informados pela São Martinho como fortes, e ressaltou a alta de 40% do Ebitda na comparação anual, a R$ 688 milhões, em meio a preços favoráveis de commodities e apesar do clima desfavorável, que vinha prejudicando a produtividade.

O banco ressaltou que a empresa divulgou geração de caixa de R$ 170 milhões, e diz que a empresa não foi afetada por geadas recentes, o que deve garantir resultados fortes para a colheita de 2021 e 2022.

Itaú BBA mantém recomendação de compra e preço-alvo para 2021 de R$ 42,00…

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

SÃO MARTINHO ON (BOV:SMTO3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Set 2021 até Out 2021 Click aqui para mais gráficos SÃO MARTINHO ON.
SÃO MARTINHO ON (BOV:SMTO3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Out 2020 até Out 2021 Click aqui para mais gráficos SÃO MARTINHO ON.