A Eucatex anunciou lucro líquido atribuído aos controladores de R$ 45 milhões no segundo trimestre, queda de 73% no comparativo anual. Em termos recorrentes, o lucro ficou em R$ 40,4 milhões, queda de 57% na base anual.

A receita líquida  atingiu R$ 600,9 milhões, ante R$ 556,3 milhões no 2T21, crescimento de 8,0%.

No Segmento Madeira, a retração da Receita, no trimestre, foi de 0,3%, refletindo um aumento médio de 8,8% nos preços e também o aumento de volume no período. No acumulado do 1S22, o crescimento foi de 5,1%.

O Segmento de Tintas, apresentou aumento de 43,7% na Receita Líquida, quando comparado ao mesmo período no ano anterior, resultado do aumento nos preços de venda de 23% em média, fazendo frente, ainda que parcialmente, aos aumentos de custos. No 1S22, o crescimento foi de 29,3%.

ebtida – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – e somou R$ 118,7 milhões, retração de 10,8% em relação ao alcançado no 2T21. A Margem EBITDA Recorrente, no 2T22, atingiu 19,7%, retração de 4,2 pp quando comparado ao obtido em igual período do ano anterior.

As vendas físicas do Segmento Madeira da Companhia, somados os mercados interno e externo, no 2T22, apresentaram crescimento de 4,9%, quando comparadas ao mesmo período do ano anterior. O desempenho no trimestre foi impactado pelo resultado negativo nas vendas no mercado interno (-6,1%) e do crescimento no mercado externo de (45,7%).

O Mercado de Tintas apresenta queda de 1,6% no 2T22 e de 5,8%, no 1S22, segundo a ABRAFATI (Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas). O mercado de Tintas continua extremamente concorrido e ainda não foi possível realizar o repasse de custos ocorridos no ano anterior aos preços, entretanto, verifica-se uma tendência de estabilidade nos custos, o que por si só é um evento positivo para o setor.

O lucro bruto atingiu R$ 188,8 milhões, no 2T22, contra R$ 204,0 milhões, no 2T21, queda de 7,5%, refletindo os aumentos de matéria prima e demais insumos que não foram repassados integralmente aos preços.

O CPV apresentou elevação de 15,3% no 2T22, comparativamente ao 2T21. O 2T22 ainda foi impactado pelos aumentos nos preços das commodities, de madeira e dos custos logísticos. A estabilização ou queda no preço das commodities pode beneficiar a Companhia, já que os principais insumos sofrem influência dos preços das mesmas. Por outro lado, a memória inflacionária tende a pressionar os custos, na medida que os acordos coletivos e os preços de energia são reajustados pela inflação passada.

Os investimentos realizados totalizaram R$ 61,3 milhões, no 2T22, destinados à manutenção das atividades industriais e principalmente, florestais da Companhia. Para 2022, estão previstos investimentos da ordem de R$ 248,0 milhões, o que representa um crescimento de 19,5%, em relação a 2021, justificados por um aumento importante no volume de implantação de novas florestas e pelos reajustes dos preços de peças e serviços importados.

A dívida líquida da Companhia, ao final do 1S22, somou R$ 485,5 milhões e representava 0,9x o EBITDA recorrente anualizado.

Os resultados da Eucatex (BOV:EUCA3) (BOV:EUCA4) referente suas operações do segundo trimestre de 2022 foram divulgados no dia 15/08/2021. Confira o Press Release completo!

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

EUCATEX ON (BOV:EUCA3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Ago 2022 até Set 2022 Click aqui para mais gráficos EUCATEX ON.
EUCATEX ON (BOV:EUCA3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Set 2021 até Set 2022 Click aqui para mais gráficos EUCATEX ON.