Evolução da Taxa Selic em 2015

 

1ª Reunião do Copom - 20/01/15 e 21/01/15

Na reunião encerrada no dia 21 de Janeiro de 2015, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil (BC) decidiu pela elevação da Taxa Selic em 0,50%. A decisão foi unânime e representa o terceiro aumento consecutivo da taxa básica de juros da economia brasileira, elevada de 11,75% para 12,25% ao ano.

Esta foi a primeira reunião do Copom em 2015 e a primeira reunião sob a égide da nova equipe econômica, liderada por Joaquim Levy (Ministro da Fazenda) e Nelson Barbosa (Ministro do Planejamento).

Principais destaques da primeira reunião do Copom em 2015:

Copom eleva Taxa Selic em meio ponto percentual na primeira reunião liderada por Joaquim Levy

Aumento de 0,50% faz Taxa Selic atingir maior patamar dos últimos três anos e meio

Copom eleva juros pela terceira vez consecutiva na primeira reunião de 2015

Banco Central confirma expectativa do mercado financeiro e eleva taxa de juros na primeira reunião do Copom em 2015

Banco Central promove novo aumento da Taxa Selic para tentar controlar a inflação

Novo aumento da Taxa Selic torna Caderneta de Poupança menos atrativa para o investidor

Qual o melhor investimento em renda fixa com a Taxa Selic estipulada em 12,25% ao ano?

Ata da 188ª reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) que culminou com a elevação da Taxa Selic para 12,25% ao ano

 

2ª Reunião do Copom - 03/03/15 e 04/03/15

Na reunião encerrada no dia 04 de Março de 2015, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil (BC) decidiu pela elevação da Taxa Selic em 0,50%. A decisão foi unânime e representa o quarto aumento consecutivo da taxa básica de juros da economia brasileira, elevada de 12,25% para 12,75% ao ano.

Esta é a maior taxa básica de juros dos últimos seis anos. A última vez que o Copom estipulou a meta da Taxa Selic em 12,75% ao ano tinha sido em janeiro de 2009.

Principais destaques da segunda reunião do Copom em 2015:

Copom eleva Taxa Selic em meio ponto percentual na segunda reunião de 2015

Novo aumento de 0,50% faz Taxa Selic atingir maior patamar dos últimos seis anos

Copom eleva juros pela quarta vez consecutiva na segunda reunião de 2015

Banco Central confirma expectativa do mercado financeiro e eleva taxa de juros na segunda reunião do Copom em 2015

Banco Central promove novo aumento da Taxa Selic em março de 2015 para tentar controlar a inflação

Nova elevação dos juros promovida em março de 2015 torna Caderneta de Poupança ainda menos atrativa para o investidor

Qual o melhor investimento em renda fixa com a Taxa Selic estipulada em 12,75% ao ano?

Ata da 189ª reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) que culminou com a elevação da Taxa Selic para 12,75% ao ano

 

3ª Reunião do Copom - 28/04/15 e 29/04/15

Na reunião encerrada no dia 29 de Abril de 2015, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil (BC) decidiu pela elevação da Taxa Selic em 0,50%. A decisão foi unânime e representa o quinto aumento consecutivo da taxa básica de juros da economia brasileira, elevada de 12,75% para 13,25% ao ano.

Esta é a maior taxa básica de juros desde dezembro de 2008. Também foi a primeira reunião com a participação dos novos diretores, Octavio Damaso (Regulação) e Tony Volpon (Assuntos Internacionais).

Principais destaques da terceira reunião do Copom em 2015:

Pela terceira vez no ano, Copom eleva Taxa Selic em 0,50 ponto percentual

Quinta alta consecutiva faz Taxa Selic seguir no maior patamar dos últimos seis anos

Copom eleva juros pela quinta vez consecutiva na terceira reunião de 2015

Banco Central confirma expectativa do mercado financeiro e eleva taxa de juros em 0,50% na terceira reunião do Copom em 2015

Em Abril de 2015, Banco Central promove novo aumento de 0,50% na Taxa Selic para tentar controlar a inflação

Quinta elevação consecutiva dos juros promovida em Abril de 2015 torna Caderneta de Poupança ainda menos atrativa para o investidor

Qual o melhor investimento em renda fixa com a Taxa Selic estipulada em 13,25% ao ano?

Ata da 190ª reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) que culminou com a elevação da Taxa Selic para 13,25% ao ano

 

4ª Reunião do Copom - 02/06/15 e 03/06/15

Na reunião encerrada no dia 03 de Junho de 2015, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil (BC) decidiu, mais uma vez, pela elevação da Taxa Selic em 0,50%. A decisão foi unânime e representa o sexto aumento consecutivo da taxa básica de juros da economia brasileira, elevada de 13,25% para 13,75% ao ano.

Esta é a maior taxa básica de juros desde agosto de 2006, quando a mesma fora fixada em 14,25% ao ano. Votaram por essa decisão os seguintes membros do Copom: Alexandre Antonio Tombini (Presidente), Aldo Luiz Mendes, Altamir Lopes, Anthero de Moraes Meirelles, Luiz Awazu Pereira da Silva, Luiz Edson Feltrim, Otávio Ribeiro Damaso, Sidnei Corrêa Marques e Tony Volpon.

Principais destaques da quarta reunião do Copom em 2015:

Pela quarta vez em 2015, Copom eleva Taxa Selic em 0,50 ponto percentual

Sexta alta consecutiva faz Taxa Selic atingir o maior patamar dos últimos nove anos

Copom eleva juros pela sexta vez consecutiva na quarta reunião de 2015

Banco Central confirma expectativa do mercado financeiro e eleva taxa de juros em 0,50% na quarta reunião do Copom em 2015

Em Junho de 2015, Banco Central promove novo aumento de 0,50% na Taxa Selic para tentar controlar a inflação

Sexta elevação consecutiva dos juros promovida em Junho de 2015 torna Caderneta de Poupança ainda menos atrativa para o investidor

Qual o melhor investimento em renda fixa com a Taxa Selic estipulada em 13,75% ao ano?

Ata da 191ª reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) que culminou com a elevação da Taxa Selic para 13,75% ao ano

 

5ª Reunião do Copom - 28/07/15 e 29/07/15

Na reunião encerrada no dia 29 de Julho de 2015, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil (BC) decidiu, mais uma vez, pela elevação da Taxa Selic em 0,50%. A decisão foi unânime e representa o sétimo aumento consecutivo da taxa básica de juros da economia brasileira, elevada de 13,75% para 14,25% ao ano.

Esta é a maior taxa básica de juros desde junho de 2006, quando a mesma fora fixada em 14,75% ao ano. Votaram por essa decisão os seguintes membros do Copom: Alexandre Antonio Tombini (Presidente), Aldo Luiz Mendes, Altamir Lopes, Anthero de Moraes Meirelles, Luiz Awazu Pereira da Silva, Luiz Edson Feltrim, Otávio Ribeiro Damaso e Sidnei Corrêa Marques.

O diretor de Assuntos Interncionais do Banco Central, Tony Volpon, optou por não participar do encontro após ter declarado, na semana passada, em evento em São Paulo, que votaria pelo aumento dos juros até que a projeção de inflação da autoridade monetária estivesse de maneira satisfatória apontando para o centro da meta.

Principais destaques da quinta reunião do Copom em 2015:

Pela quinta vez em 2015, Copom eleva Taxa Selic em 0,50 ponto percentual

Sétima alta consecutiva faz Taxa Selic atingir o maior patamar dos últimos nove anos

Copom eleva juros para 14,25% ao ano na quinta reunião de 2015

Banco Central confirma expectativa do mercado financeiro e eleva taxa de juros em 0,50% na quinta reunião do Copom em 2015

Em Julho de 2015, Banco Central promove novo aumento de 0,50% na Taxa Selic para tentar controlar a inflação

Sétima elevação consecutiva dos juros promovida em Julho de 2015 torna Caderneta de Poupança ainda menos atrativa para o investidor

Qual o melhor investimento em renda fixa com a Taxa Selic estipulada em 14,25% ao ano?

Ata da 192ª reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) que culminou com a elevação da Taxa Selic para 14,25% ao ano

 

6ª Reunião do Copom - 01/09/15 e 02/09/15

Na reunião encerrada no dia 02 de Setembro de 2015, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil (BC) decidiu, pela primeira vez no ano, manter a Taxa Selic inalterada em 14,25% ao ano. A decisão foi unânime. Nas sete reuniões anteriores, a taxa básica de juros da economia brasileira fora elevada em 0,50% ao ano.

Desta forma, a Taxa Selic segue no maior patamar desde junho de 2006, quando a mesma fora fixada em 14,75% ao ano. Votaram por essa decisão os seguintes membros do Copom: Alexandre Antonio Tombini (Presidente), Aldo Luiz Mendes, Altamir Lopes, Anthero de Moraes Meirelles, Luiz Awazu Pereira da Silva, Luiz Edson Feltrim, Otávio Ribeiro Damaso, Sidnei Corrêa Marques e Tony Volpon.

Avaliando o cenário macroeconômico, as perspectivas para a inflação e o atual balanço de riscos, o Copom entendeu que a manutenção desse patamar da taxa básica de juros, por período suficientemente prolongado, seria necessária para a convergência da inflação para a meta no final de 2016.

Principais destaques da sexta reunião do Copom em 2015:

Pela primeira vez em 2015, Copom decide manter a Taxa Selic inalterada

Após seis reuniões realizadas pelo Copom em 2015, Taxa Selic segue no maior patamar dos últimos nove anos

Copom mantem juros em 14,25% ao ano na sexta reunião de 2015

Banco Central confirma expectativa do mercado financeiro e mantem taxa de juros em 14,25% ao ano na sexta reunião do Copom em 2015

Em Setembro de 2015, Banco Central mantem Taxa Selic em 14,25% ao ano para tentar controlar a inflação

Manutenção da taxa de juros em 14,25% ao ano promovida em Setembro de 2015 mantem a Caderneta de Poupança pouco atrativa para o investidor

Qual o melhor investimento em renda fixa com a Taxa Selic mantida em 14,25% ao ano?

Ata da 193ª reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) que culminou com a manutenção da Taxa Selic em 14,25% ao ano

 

7ª Reunião do Copom - 20/10/15 e 21/10/15

Na reunião encerrada no dia 21 de Outubro de 2015, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil (BC) decidiu, pela segunda vez no ano, manter a Taxa Selic inalterada em 14,25% ao ano. A decisão foi unânime.

Desta forma, a Taxa Selic segue no maior patamar desde junho de 2006, quando a mesma fora fixada em 14,75% ao ano. Votaram por essa decisão os seguintes membros do Copom: Alexandre Antonio Tombini (Presidente), Aldo Luiz Mendes, Altamir Lopes, Anthero de Moraes Meirelles, Luiz Edson Feltrim, Otávio Ribeiro Damaso, Sidnei Corrêa Marques e Tony Volpon.

O Copom entendeu que a manutenção desse patamar da taxa básica de juros, por período suficientemente prolongado, é necessária para a convergência da inflação para a meta no horizonte relevante da política monetária. O Copom também ressalta que a política monetária se manterá vigilante para a consecução desse objetivo.

Principais destaques da sétima reunião do Copom em 2015:

Pela primeira vez em 2015, Copom decidi manter a Taxa Selic inalterada

Após seis reuniões realizadas pelo Copom em 2015, Taxa Selic segue no maior patamar dos últimos nove anos

Copom mantem juros em 14,25% ao ano na sexta reunião de 2015

Banco Central confirma expectativa do mercado financeiro e mantem taxa de juros em 14,25% ao ano na sexta reunião do Copom em 2015

Em Setembro de 2015, Banco Central mantem Taxa Selic em 14,25% ao ano para tentar controlar a inflação

Manutenção da taxa de juros em 14,25% ao ano promovida em Setembro de 2015 mantem a Caderneta de Poupança pouco atrativa para o investidor

Qual o melhor investimento em renda fixa com a Taxa Selic mantida em 14,25% ao ano?

Ata da 193ª reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) que culminou com a manutenção da Taxa Selic em 14,25% ao ano

 

8ª Reunião do Copom - 24/11/15 e 25/11/15

Na reunião encerrada no dia 25 de Novembro de 2015, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil (BC) decidiu, pela terceira vez no ano, manter a Taxa Selic inalterada em 14,25% ao ano. No entanto, dessa vez, a decisão não foi unânime.

Votaram pela manutenção da taxa Selic em 14,25% a.a. os seguintes membros do Comitê: Alexandre Antonio Tombini (Presidente), Aldo Luiz Mendes, Altamir Lopes, Anthero de Moraes Meirelles, Luiz Edson Feltrim e Otávio Ribeiro Damaso. Votaram pela elevação da taxa Selic para 14,75% a.a. os seguintes membros do Comitê: Sidnei Corrêa Marques e Tony Volpon.

Desta forma, a Taxa Selic segue no maior patamar desde junho de 2006, quando a mesma fora fixada em 14,75% ao ano.

No comunicado emitido ao mercado logo após a divulgação da taxa de juros anual, o Copom retirou a expressão “O Copom entende que a manutenção desse patamar da taxa básica de juros, por período suficientemente prolongado, é necessária para a convergência da inflação para a meta no horizonte relevante da política monetária”, que constava no documento da reunião anterior. 

O que prevaleceu neste último encontro de 2015 encontro foi a advertência feita também no comunicado passado: “O Copom ressalta que a política monetária se manterá vigilante para a consecução desse objetivo”.

Podemos concluir a partir dessas sutis mudanças que, quando retira de seu compromisso público a manutenção do juros por tempo prolongado, o Banco Central se autoriza a mexer na taxa de juros em qualquer uma das próximas reuniões para controlar a inflação. E no cenário atual, só há uma direção possível para os juros no Brasil: para cima. 

Principais destaques da oitava reunião do Copom em 2015:

Pela primeira vez em 2015, Copom decidi manter a Taxa Selic inalterada

Após seis reuniões realizadas pelo Copom em 2015, Taxa Selic segue no maior patamar dos últimos nove anos

Copom mantem juros em 14,25% ao ano na sexta reunião de 2015

Banco Central confirma expectativa do mercado financeiro e mantem taxa de juros em 14,25% ao ano na sexta reunião do Copom em 2015

Em Setembro de 2015, Banco Central mantem Taxa Selic em 14,25% ao ano para tentar controlar a inflação

Manutenção da taxa de juros em 14,25% ao ano promovida em Setembro de 2015 mantem a Caderneta de Poupança pouco atrativa para o investidor

Qual o melhor investimento em renda fixa com a Taxa Selic mantida em 14,25% ao ano?

Ata da 193ª reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) que culminou com a manutenção da Taxa Selic em 14,25% ao ano

 

Entenda o que é a Taxa Selic

Também chamada de taxa básica de juros da economia brasileira, a Taxa Selic é a taxa de financiamento utilizada no mercado interbancário para remunerar as operações de um dia de duração (overnight), que possuem lastro em títulos públicos federais listados e negociados no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (SELIC) do Banco Central do Brasil (BC). Em outras palavras, a Taxa Selic é a taxa de juros utilizada para transações de empréstimo de curto prazo de banco para banco, que utilizam títulos públicos federais como garantia, visando reduzir o risco, e, consequentemente, a remuneração da transação. Essa taxa é expressa na forma anual para 252 dias úteis.

Saiba mais sobre a Taxa Selic

 

Últimas notícias sobre a Taxa Selic

Selic não deve mudar sem a Reforma da Previdência, avalia Goldman Sachs

©
De acordo com o economista-chefe para América Latina do Goldman Sachs, Alberto Ramos, se a reforma da...
 

Ata do Copom sinaliza novo corte de juros em fevereiro

Na ata de sua última reunião, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, sinalizou que pode...
 

Mercado volta a prever para 2017 inflação abaixo do piso de 3% da meta

Os economistas do mercado financeiro voltaram a estimar que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor...
 

Meta da Taxa Selic em 2015

Mês Mensalizada Anual Real Acumulada no Ano Acumulada em 12 Meses Anual Oficial Fator Diário
JAN 0,9604 11,91 0,96 11,10 11,65 1,00043739
FEV 0,8904 12,25 1,86 11,23 12,15 1,00045513
MAR 1,0195 12,75 2,90 11,40 12,15 1,00045513
ABR 0,9924 12,77 3,92 11,54 12,65 1,00047279
MAI 1,0624 13,25 5,02 11,73 13,15 1,00049037
JUN 1,0279 13,25 6,10 11,92 13,15 1,00049037
JUL 1,1026 13,78 7,31 12,19 13,65 1,00050788
AGO 1,1379 14,25 8,53 12,46 14,15 1,00052531
SET 1,1010 14,25 9,72 12,73 14,15 1,00052531
OUT 1,1379 14,25 10,97 13,01 14,15 1,00052531
NOV 1,1010 14,25 12,19 13,25 14,15 1,00052531
DEZ 1,1379 14,25 13,47 13,47 14,15 1,00052531

 

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P:40 V:br D:20171214 10:06:34