ADVFN Logo

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

Mercado Diário: Ibovespa tem forte alta e supera linha de resistência de 48 mil pontos

LinkedIn

São Paulo, 22 de Julho de 2013 – Uma onda de otimismo tomou conta da bolsa de valores brasileira nesta segunda-feira, que operou descolada de suas pares internacionais. O Ibovespa, principal índice de referência do mercado de ações da BM&Bovespa, registrou forte movimento de alta, com investidores aproveitando para comprar papéis que consideram baratos neste início da temporada de resultados corporativos.

O Ibovespa fechou com valorização de 2,48%, cotado a 48.574 pontos. O giro financeiro da sessão foi de R$ 5,6 bilhões, abaixo da média diária de 2013, superior a R$ 7 bilhões. Vale lembrar que índice já havia subido 4,10% na semana passada, que foi a melhor do ano até agora. Com a alta de hoje, a bolsa reduziu a baixa acumulada no ano para 20,3%. Das ações que compões o índice, apenas duas se desvalorizaram: a ação da petroquímica Braskem e a da concessionária de transportes CCR.

O Ibovespa ganhou força após superar a linha de resistência de 48 mil pontos e chegou a subir 3,10% no melhor momento do dia. Esse nível de 48 mil pontos é um ponto de inflexão importante para o mercado, podendo abrir espaço para um repique em direção aos 50 mil pontos

Nesta sessão, foram destaques de alta as ações da operadora de telecomunicações Oi, em meio ao desmonte de posições vendidas de investidores após a repercussão favorável de anúncios sobre a venda de ativos na semana passada. Também contribuiu para dar suporte ao índice o avanço da ação da blue chip Petrobras.

Segundo profissionais do mercado, enquanto começam a conferir a temporada de resultados de empresas domésticas no segundo trimestre, investidores estão comprando papéis que consideram baratos, diante do panorama externo mais positivo.

Na manhã desta segunda-feira, o Bradesco informou que teve lucro recorrente quase em linha com projeções de analistas. O banco reduziu suas projeções de alta de sua carteira de crédito em 2013, em meio à fraca atividade da economia. Mas suas ações subiram, após o banco afirmar que os fracos resultados com tesouraria não devem se repetir.

Analistas avaliam ainda que o mercado doméstico pode estar voltando a atrair investidores estrangeiros, em um momento em que os preços de papéis de alguns setores são considerados atrativos e o real está mais desvalorizado em relação ao dólar.

O anúncio dos cortes no orçamento do governo também colaborou para uma visão mais positiva dos investidores sobre o Brasil. O contingenciamento adicional de R$ 10 bilhões é insuficiente para assegurar um superávit primário de 2,3% do PIB em 2013, mas deverá contribuir para reduzir incerteza sobre a política fiscal doméstica.

 

Deixe um comentário

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br