Brasil: Fluxo cambial mantém-se positivo na primeira quinzena de março

LinkedIn

O mau humor dos investidores nesta quarta-feira não reflete o bom momento vivido pelo mercado de câmbio brasileiro. Mesmo com uma série de fatores potencialmente negativos, como as crise na Ucrânia e na China, o dólar não vem pressionando tanto a moeda brasileira em março quanto nos meses anteriores. Isso pode ser explicado pelo fluxo cambial positivo acumulado na primeira quinzena de março. No mês, a entrada de dólares superou a retirada da moeda no país em US$ 3,016 bilhões. O fluxo comercial registra um saldo positivo de US$ 890 milhões. Com um desempenho ainda melhor, o fluxo financeiro apresenta um superávit de US$ 2,125 bilhões.

Rio de Janeiro, 19 de Março de 2014 – Após ficar negativo em fevereiro, o fluxo cambial se mantém com saldo positivo em março. A entrada de dólares superou a retirada da moeda no país em US$ 3,016 bilhões entre os dias 05 e 14 de março, segundo dados do Banco Central divulgados nesta quarta-feira.

O país fechou fevereiro no vermelho, com déficit de US$ 1,856 bilhão.

O fluxo cambial do início deste ano segue positivo, com mais entrada do que saída de moeda estrangeira, no valor de US$ 2,770 bilhões, desde o início do ano até 14 de março.

No mês de março, o fluxo comercial (que vem de operações de câmbio ligadas a exportações e importações) registrou saldo de US$ 890 milhões, valor menor do que o financeiro (vindo de investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações), com entrada líquida de US$ 2,125 bilhões.

A entrada de recursos no país, registrada na parcial de fevereiro, favorece, em tese, a queda do dólar. Isso porque, com mais moeda norte-americana no mercado, seu preço tenderia a ficar menor.

Deixe um comentário