Preços do tomate e da soja puxam inflação no atacado para cima em Abril de 2015

LinkedIn

Rio de Janeiro, 29 de Abril de 2015 – O Índice de Preços ao Produto Amplo – Mercado (IPA-M) subiu 1,41% no quarto mês do ano. A valorização foi puxada, principalmente, pela forte alta da soja e do tomate.

O preço do tomate negociado no atacado foi o item que apresentou a maior diferença entre as variações de preço registradas em abril de 2015 (41,08%) e março de 2015 (6,48%): 34,60%. O preço dos ovos também disparou no início do ano: alta de 2,43% em abril ante valorização de 8,30% em março – diferença de -5,87%.

Outros itens que registraram aumento considerável de preço no atacado em abril, na comparação com o mês anterior, foram: bovinos, que subiu 2,10% em abril e 0,15% em março (diferença de variação de 1,95%); carne bovina, que subiu 4,41% em abril e caiu -4,12% em março (diferença de variação de 8,53%); e leite in natura, que subiu 3,40% em abril e 2,67% em março (diferença de variação de 0,73%).

Alguns itens contribuíram para que a valorização do IPA-M em abril de 2015 não fosse maior. As cinco principais influências negativas do Índice de Preços ao Produto Amplo – Mercado no quarto mês do ano foram: preço do batata-inglesa, que caiu -16,02 em abril e -9,78% em março (diferença de variação de -6,24%); preço da feijão, que caiu -9,33% em abril e subiu 0,92% em março (diferença de variação de -10,25%); preço do ovos, que caiu -3,66% em abril e subiu 13,67% em março (diferença de variação de 10,01%); preço do suínos, que caiu -5,32% em abril e -3,25% em março (diferença de variação de -2,07%); e preço de mandioca, que caiu -3,39% em abril e -1,31% em março (diferença de variação de -2,08%).

O IPA-M é calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com base nos preços praticados no setor atacadista brasileiro, coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

Notícias Relacionadas

IPA: Inflação no atacado fecha o quarto mês de 2015 com nova valorização

Atacado: inflação medida pelo IPA-M em abril de 2015 acumula alta de 1,36% nos últimos 12 meses

Deixe um comentário