ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for charts Cadastre-se para gráficos em tempo real, ferramentas de análise e preços.

Qual o melhor investimento em renda fixa com a Taxa Selic estipulada em 14,25% ao ano?

LinkedIn

Rio de Janeiro, 29 de Julho de 2015 –  A taxa básica de juros da economia brasileira (Taxa Selic) subiu para 14,25% ao ano, conforme anunciou o Comitê de Política Monetária (Copom) nesta quarta-feira. Com a taxa de juros neste patamar, investimentos em renda fixa que acompanham a oscilação da Taxa Selic tornam-se bastante atrativos. Por outro lado, a Caderneta de Poupança, que deixa de acompanhar a variação dos juros quando a Taxa Selic ultrapassa o patamar de 8,50% ao ano, perde atratibilidade, mesmo sendo um investimento isento da cobrança de Imposto de Renda (IR).

Caderneta de Poupança

A Caderneta de Poupança deixa de acompanhar a variação dos juros quando a Taxa Selic ultrapassa o patamar de 8,50% ao ano. Quando os juros são maiores do que 8,50%, a Caderneta de Poupança rende apenas 0,50% ao mês mais a Taxa Referencial (TR).

Quando a taxa de juros é menor ou igual a 8,50%, os depósitos na Caderneta de Poupança realizados a partir de 04 de Maio de 2012 passam a render o equivalente à 70% da Taxa Selic mais a TR. Depósitos na Caderneta de Poupança realizados anteriormente a essa data continuam a render 0,50% ao mês mais TR.

Veja a seguir a rentabilidade da Caderneta de Poupança (aplicações realizadas antes ou depois de 04 de Maio de 2012) com a Taxa Selic estipulada em 14,25% ao ano e considerando uma TR de 0,10% ao mês, taxa média dos últimos doze meses:

– Prazo de aplicação de 06 meses: Rentabilidade de 3,65%

– Prazo de aplicação de 12 meses: Rentabilidade de 7,44%

– Prazo de aplicação de 18 meses: Rentabilidade de 11,37%

– Prazo de aplicação de 24 meses: Rentabilidade de 15,44%

– Prazo de aplicação acima de 24 meses: Rentabilidade de 16,13%

CDB

A rentabilidade das aplicações em Certificado de Depósito Bancário (CDB) acompanha a variação da Taxa Selic. As instituições financeiras remuneram os investidores que aplicam recursos em CDB pagando um percentual da Taxa CDI (Certificado de Depósito Interbancário). A Taxa CDI tende a ter um valor semelhante à Taxa Selic.

Veja a seguir a rentabilidade do investimento em Certificado de Depósito Bancário (CDB) com remuneração equivalente a 90% do CDI e com a Taxa Selic estipulada em 14,25% ao ano:

– Prazo de aplicação de 06 meses: Rentabilidade de 4,79%

– Prazo de aplicação de 12 meses: Rentabilidade de 10,20%

– Prazo de aplicação de 18 meses: Rentabilidade de 16,26%

– Prazo de aplicação de 24 meses: Rentabilidade de 22,37%

– Prazo de aplicação acima de 24 meses: Rentabilidade de 24,13%

Os rendimentos apresentados na simulação acima já são líquidos de Imposto de Renda (IR).

Fundo de Investimento DI

A rentabilidade das aplicações em Fundos de Investimento DI acompanha a variação da Taxa Selic. As instituições financeiras remuneram os investidores que aplicam recursos em Fundos DI pagando um valor equivalente a 100% da Taxa CDI (Certificado de Depósito Interbancário). A Taxa CDI tende a ter um valor semelhante à Taxa Selic. As instituições financeiras cobram um valor percentual anual sobre a rentabilidade bruta do investimento, a título de taxa de administração.

Veja a seguir a rentabilidade do investimento em Fundos de Investimento DI com taxa de administração de 1,00% ao ano e com a Taxa Selic estipulada em 14,25% ao ano:

– Prazo de aplicação de 06 meses: Rentabilidade de 4,95%

– Prazo de aplicação de 12 meses: Rentabilidade de 10,60%

– Prazo de aplicação de 18 meses: Rentabilidade de 17,00%

– Prazo de aplicação de 24 meses: Rentabilidade de 23,52%

– Prazo de aplicação acima de 24 meses: Rentabilidade de 25,40%

Os rendimentos apresentados na simulação acima já são líquidos de Imposto de Renda (IR).

Tesouro Selic (Letra Financeira do Tesouro)

A rentabilidade das aplicações em títulos públicos federais do tipo Letra Financeira do Tesouro (LFT), através do Tesouro Direto, acompanha a variação da Taxa Selic. O Tesouro Nacional remunera os investidores que aplicam recursos em títulos da dívida pública do tipo LFT pagando um valor equivalente a Taxa Selic. As instituições financeiras cobram um valor percentual anual sobre a rentabilidade bruta do investimento, a título de taxa de administração.

As instituições financeiras que intercediam a operação podem cobrar um valor da taxa de administração de até dois por cento ao ano. Esse é o percentual máximo de encargos permitido na compra de títulos públicos federais via Tesouro Direto. É importante salientar que algumas corretoras podem isentar investidores da taxa de administração ou cobrar valores menores que dois por cento. Além disso, a aplicação em títulos públicos federais através do programa Tesouro Direto tem um custo fixo de 0,30% ao ano, cobrado pela Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC).

Veja a seguir a rentabilidade do investimento em Letras Financeiras do Tesouro (LFT) sem taxa de administração anual e com a Taxa Selic estipulada em 14,25% ao ano:

– Prazo de aplicação de 06 meses: Rentabilidade de 5,22%

– Prazo de aplicação de 12 meses: Rentabilidade de 11,13%

– Prazo de aplicação de 18 meses: Rentabilidade de 17,80%

– Prazo de aplicação de 24 meses: Rentabilidade de 24,55%

– Prazo de aplicação acima de 24 meses: Rentabilidade de 26,50%

Os rendimentos apresentados na simulação acima já são líquidos de Imposto de Renda (IR).

Conclusão

A rentabilidade dos três tipos de investimento em renda fixa apresentados acima é maior do que a registrada na Caderneta de Poupança mesmo em aplicações feitas em um prazo de até seis meses, cuja alíquota do IR cobrada sobre a rentabilidade do investimentos é ainda maior, de 22,50%.

Como a Taxa CDI costuma ter valor semelhante ao da Taxa Selic, a simulação considerou o mesmo valor para ambas as taxas. Mas em prazos mais longos pode ser registrada uma pequena variação entre as taxas, que servem como referência para o rendimento das aplicações financeiras de renda fixa.

No acumulado de 2014, a Taxa CDI ficou em 10,80%, um pouco abaixo da Taxa Selic, que registrou 10,89% no período. Ou seja, o rendimento de aplicações em CDB e em Fundos de Investimento DI, cuja rentabilidade acompanha a Taxa CDI, podem vir a ser um pouco menores do que os apresentados na simulação acima. Já a rentabilidade da LFT, negociada no Tesouro Direto, é a mesma apontada na simulação, pois varia exatamente conforme a Taxa Selic.

Notícias relacionadas

– Pela quinta vez em 2015, Copom eleva Taxa Selic em 0,50 ponto percentual

– Sétima alta consecutiva faz Taxa Selic atingir o maior patamar dos últimos nove anos

– Copom eleva juros para 14,25% ao ano na quinta reunião de 2015

– Banco Central confirma expectativa do mercado financeiro e eleva taxa de juros em 0,50% na quinta reunião do Copom em 2015

– Em Julho de 2015, Banco Central promove novo aumento de 0,50% na Taxa Selic para tentar controlar a inflação

– Sétima elevação consecutiva dos juros promovida em Julho de 2015 torna Caderneta de Poupança ainda menos atrativa para o investidor

– Qual o melhor investimento em renda fixa com a Taxa Selic estipulada em 14,25% ao ano?

Comentários

  1. vergelina nascimento diz:

    bom dia.eu li tudo sobre o que ta na internet sobre os investimento da celic.gostaria de saber como faço para colocar o meu dinheiro da poupança neste investimento.posso ir em qualquer banco.e como eu falo para eles.

Deixe um comentário