Embaixador Sebastião do Rego Barros morre ao cair de edifício no Rio

LinkedIn

O embaixador brasileiro Sebastião do Rego Barros morreu hoje (9), ao cair do 11º andar do prédio onde morava em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro. Ele tinha 75 anos.

De acordo com a Polícia Civil, a queda ocorreu por volta das 13h. Segundo a 12ª Delegacia Policial, em Copacabana, um inquérito foi instaurado para apurar as circunstâncias da morte do embaixador, a perícia de local foi solicitada e o corpo encaminhado ao Instituto Médico-Legal. Os parentes serão ouvidos e agentes estão em diligencias em busca de testemunhas e informações que ajudem nas investigações.

Rego Barros, chamado de Bambino pelos mais íntimos, foi embaixador do Brasil na extinta União Soviética na década de 1990 e, depois com a criação da Rússia, até dezembro de 1994. Estava em Moscou quando houve a tentativa de golpe contra o líder Mikhail Gorbachev e na época da ascensão de Boris Yeltsin. Depois foi embaixador do Brasil na Argentina entre 1999 e 2001. Além disso, liderou missões Liderou várias missões do Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU), na União Europeia e na Organização dos Estados Americanos (OEA) Em 2002, assumiu o cargo de diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, onde ficou até janeiro de 2005.

Ele deixa a esposa, Maria Cristina de Lamare Rego Barros e três filhos.

Editor Nádia Franco

Deixe um comentário