Petrobras: Rombo de R$ 42 bi em propinas

LinkedIn

Bom dia ADVFN (12-11-2015)

Acesse a versão completa aqui: http://newsletter.blogs.advfn.com

Petrobras: Rombo de R$ 42 bi em propinas: O jornal o Estado de S.Paulo obteve laudo da Polícia Federal indicando que o rombo na Petrobras (BOV:PETR4), devido majoração indevida de lucros em contratos com 27 empresas alvos da Lava Jato, entre 2004 e 2014, pode chegar a R$ 42 bilhões, o dobro do previamente estimado. Segundo a reportagem, o percentual de propina podia chegar a 20% dos contratos.

• O Dólar (FX:USDBRL) registrou forte volatilidade em relação ao Real ontem com rumores da entrada de Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central, no Ministério da Fazenda, em substituição a Joaquim Levy.

• A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei para regularizar recursos não declarados no exterior. Quem quiser regularizar esses recursos terá que pagar imposto de renda de 15%, mais multa de 15% sobre os valores.

• A Petrobras (BOV:PETR4) entregou às entidades sindicais o que considera sua última proposta para o Acordo Coletivo de Trabalho 2015, com reajuste salarial proposto de 9,53%.

• O lucro líquido do Banco do Brasil (BOV:BBAS3) atingiu R$ 3,06 bilhões no terceiro trimestre de 2015, crescimento de 10,1% na comparação anual.

• A JBS (BOV:JBSS3) registrou lucro consolidado de R$ 3,55 bilhões no terceiro trimestre de 2015, incrível crescimento de 191% em 12 meses.

• A Suzano (BOV:SUZB5) não conseguiu reverter perdas e registrou prejuízo consolidado de R$ 959,18 milhões no terceiro trimestre.

• A Kroton (BOV:KROT3) registrou lucro consolidado de R$ 312,79 milhões no terceiro trimestre de 2015 (+46,9% em 12 meses).

• A Oi (BOV:OIBR4) registrou prejuízo consolidado de R$ 1,02 bilhão no terceiro trimestre.

• A Brasil Pharma (BOV:BPHA3) vendeu para a Mobius Health a Drogaria Mais Econômica por R$ 44 milhões.

• A Brasil Pharma (BOV:BPHA3) pretende realizar uma oferta pública de distribuição de ações ordinárias envolvendo um montante entre R$ 400 milhões e R$ 600 milhões de reais, com preço mínimo por ação de R$ 0,40.

Deixe um comentário