IPA-DI: Aumento do Feijão coopera para a alta registrada em Dezembro no atacado

LinkedIn

O Índice de Preços ao Produto Amplo – Disponibilidade Interna (IPA-DI) registrou variação de 0,44% em dezembro: O feijão (em grão), que subiu 21,86%, foi um dos itens que mais puxaram a valorização do último mês de 2015.

As cinco principais influências positivas do Índice de Preços ao Produto Amplo – Disponibilidade Interna, que contribuíram para a alta do indicador em dezembro de 2015 foram: o preço do Feijão (em grão), subiu para 21,86% em dezembro e havia subido em novembro 6,96% (diferença de variação de +14,90%); mandioca (aipim), subiu para 9,99% em dezembro e havia subido em novembro 15,39% (diferença de variação de -5,40%); Cana-de-açúcar, que subiu para 2,29% em dezembro e havia subido em novembro 3,14% (diferença de variação de -0,85%); Milho (em grão), que subiu 3,20% em dezembro e havia subido em novembro 1,25%(diferença de variação de +1,95%); e o preço do Tomate, que subiu 18,97% em dezembro e havia subido em novembro 20,80% (diferença de variação de -1,83%).

O preço da Batata-inglesa no atacado foi o item de maior destaque negativo entre as variações de preço registradas em dezembro de 2015. A Batata-inglesa estava em alta 67,63% em novembro e caiu para -10,83% em dezembro, com uma diferença de variação de -78,46%.

Outros itens que registraram diminuição considerável de preço no atacado em dezembro, na comparação com o mês anterior, foram: Minério de Ferro, que caiu -4,91% em novembro e -7,95% em dezembro (diferença de variação de -3,04%); o preço do Farelo de Soja, que caiu -3,32% em novembro e -3,60% em dezembro (diferença de variação de -0,28%); o preço dos Bovinos subiu 1,21% em novembro e caiu -0,92% em dezembro (diferença de variação de -2,13%); e o preço da Laranja subiu 7,49% em novembro e despencou -4,59% em dezembro (diferença de variação de -12,08%).

O IPA-DI é calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com base nos preços praticados no setor atacadista brasileiro, coletados entre os dias 01 e 31 do mês de referência.

Deixe um comentário