ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for tools Aumente o nível de sua negociação com nossas ferramentas poderosas e insights em tempo real, tudo em um só lugar.

Soros compara atual risco chinês com crise financeira de 2008

LinkedIn

Após as bruscas quedas vistas no mercado de ações da China essa semana, o bilionário George Soros afirmou que a segunda maior economia do mundo enfrenta “um problema de ajuste”. Na avaliação do investidor, o atual ambiente chinês pode significar uma crise com semelhanças ao colapso financeiro de 2008, segundo informações da Bloomberg.

“Quando olho para os mercados financeiros vejo um desafio sério, que me recorda a crise que vivemos em 2008″, disse em entrevista à agência de notícias.

As afirmações de Soros, um dos homens ricos do mundo e famoso por participações agressivas em fundos hedge, que levaram à desvalorização da libra esterlina em 1992, complicam ainda mais a situação do mercado de ações brasileiro, que é afetado pelo sentimento de aversão ao risco por parte dos investidores em relação aos países emergentes. Além disso, o Brasil é prejudicado diretamente por qualquer complicação na economia chinesa, que figura como importante comprador das commodities locais.

Ainda assim, em 2011, o empresário já havia feito um “alerta” parecido sobre complicações envolvendo a crise da dívida grega, comparando a situação com 2008. Hoje, o Índice CSI 300, das bolsas de Xangai e Shenzhen, registrou nova queda de 7%, depois de ter marcado mesma perda no início da semana. A forte baixa pressionou quedas de mais de 2% na Europa, de 1% nos EUA e de mais de 2% também no Brasil, além de derrubar o preço do petróleo em 3%.

Deixe um comentário

Seu Histórico Recente