Pela primeira vez em quase quatro meses, dólar volta a fechar abaixo de R$ 3,70

LinkedIn

Nesta quarta-feira, a cotação do dólar ante o real voltou a cair – a sexta baixa nos últimos sete pregões. A moeda norte-americana perdeu força frente à nova queda no preço internacional do petróleo e a uma intervenção mais forte do banco central brasileiro sobre o mercado de câmbio do país. Assim, a divisa dos Estados Unidos voltou a registrar o mesmo valor de 20 de novembro do ano anterior.

Em 2016, após quarenta e seis pregões, o dólar acumula uma queda de 6,36% ante o real. São vinte e um pregões de alta contra vinte e cinco de baixa. No ano passado, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,9470 para compra e a R$ 3,9480 para venda.

No mês atual, após sete pregões, a moeda norte-americana acumula uma desvalorização de 7,66%. Foram seis pregões de baixa contra um de alta. No último pregão de fevereiro, o dólar fechara cotado a R$ 4,0012 para compra e a R$ 4,0035 para venda.

 

Dólar Hoje

O dólar caiu 1,12% ante o real nesta quarta-feira, 09 de março de 2016, negociado a R$ 3,6962 para compra e a R$ 3,6970 para venda. Ao longo do dia, a cotação da moeda norte-americana oscilou entre R$ 3,7367 (valor mínimo) e R$ 3,6868 (valor máximo).

Com isso, a moeda norte-americana atingiu o menor valor desde 20 de novembro de 2015, quando terminou o dia valendo os mesmos R$ 3,6970.

 

Cenário Internacional

No cenário externo, o avanço nos preços do petróleo ajudou a manter o otimismo entre os investidores. A cotação da matéria-prima foi influenciada por expectativas de que os principais produtores do mundo acertem, ainda neste mês, o congelamento da produção da commodity.

 

Cenário Nacional

No cenário local, os investidores continuam aguardando novos desdobramentos da Operação Lava Jato que, em último caso, podem levar ao impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Crescem os rumores de que os executivos das empresas Odebrecht e OAS, presos em Curitiba em decorrência das investigações sobre os esquemas de corrupção na Petrobras, estão firmando acordos de delação premiada com o Ministério Público Federal. O mesmo parece ocorrer com Mônica Moura, esposa de João Santanna, marqueteiro do PT nas três últimas eleições presidenciais. Ela também está retida em Curitiba, assim como seu marido, ainda em caráter temporário, acusada de pertencer ao esquema criminoso que tanto fez sangrar a principal empresa estatal do país.

Possíveis delações destas personalidades podem vir a implicar, definitivamente, diversos políticos investigados pela Lava Jato. Isso vem mexendo bastante com o mercado financeiro brasileiro. Na última semana, a prisão de João Santanna, a suposta delação premiada de Delcídio do Amaral e a condução coercitiva do ex-presidente Lula para depor fizeram o dólar derreter.

Há uma crença generalizada no mercado financeiro de que uma mudança no governo poderia ajudar na recuperação da credibilidade do Brasil junto aos investidores. Por outro lado, não podemos esquecer que a perspectiva de turbulências políticas representa um forte entrave econômico, não havendo qualquer garantia de que uma eventual troca resultaria em um quadro mais favorável para a economia brasileira.

Ontem, o empresário Marcelo Odebrecht, presidente da empreiteira que leva seu nome, foi condenado a 19 anos e quatro meses de prisão pelo juiz Sério Moro pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e por integrar organização criminosa.

 

Banco Central

Na parte da manhã, o Banco Central (BC) promoveu mais um leilão de rolagem dos swaps cambiais com vencimento em abril, vendendo a oferta total de 9,6 mil contratos. Ao todo, o BC já rolou US$ 3,195 bilhão, ou cerca de 32% do lote total, que equivale a US$ 10,092 bilhões.

Pela tarde, o BC voltou a atuar ativamente no mercado de câmbio, anunciando um leilão de venda de até US$ 2 bilhões com compromisso de recompra. Com isso, o Banco Central tenta aumentar a oferta de dólares no mercado, o que, em tese, poderia levar a moeda norte-americana a se desvalorizar. Tal medida não faz parte do sistema de rolagem da data de vencimento dos swaps cambiais executado diariamente pelo BC, mas reforça a ideia de que a autoridade monetária está pronta para corrigir oscilações mais exageradas na cotação da divisa.

Por meio dos contratos de swap cambial, o BC realiza uma operação financeira que equivale à uma venda de moeda no mercado futuro (derivativos), o que reduz a pressão sobre a alta dessa moeda.

Os swaps são contratos para troca de riscos: o BC oferece um contrato de venda de dólares, com data de encerramento definida, mas não entrega a moeda norte-americana. No vencimento desses contratos, o investidor se compromete a pagar uma taxa de juros sobre o valor deles e recebe do BC a variação do dólar no mesmo período.

Esses contratos servem também para proteger os agentes que têm dívida em moeda estrangeira – neste caso, quando o dólar sobe, eles recebem do BC o valor dessa variação.

 

Variação da Cotação do Dólar Comercial em 09 de Março de 2016

Hora Compra Venda Variação % Variação Máximo Mínimo
16:59:00 3,6962 3,6970 -1,12% -0,0419 3,7367 3,6868
16:49:00 3,6997 3,7005 -1,03% -0,0384 3,7367 3,6868
16:39:00 3,7021 3,7033 -0,95% -0,0356 3,7367 3,6868
16:29:00 3,7011 3,7028 -0,97% -0,0361 3,7367 3,6868
16:19:00 3,7046 3,7061 -0,88% -0,0328 3,7367 3,6868
16:09:00 3,7050 3,7066 -0,86% -0,0323 3,7367 3,6868
15:59:00 3,7010 3,7025 -0,97% -0,0364 3,7367 3,6868
15:49:00 3,6991 3,7004 -1,03% -0,0385 3,7367 3,6868
15:39:00 3,7032 3,7043 -0,93% -0,0346 3,7367 3,6868
15:29:00 3,7075 3,7082 -0,82% -0,0307 3,7367 3,6868
15:19:00 3,7088 3,7097 -0,78% -0,0292 3,7367 3,6868
15:09:00 3,7108 3,7117 -0,73% -0,0272 3,7367 3,6868
14:59:00 3,7111 3,7118 -0,73% -0,0271 3,7367 3,6868
14:49:00 3,7085 3,7092 -0,79% -0,0297 3,7367 3,6868
14:39:00 3,7060 3,7072 -0,85% -0,0317 3,7367 3,6868
14:29:00 3,7041 3,7048 -0,91% -0,0341 3,7367 3,6868
14:19:00 3,7042 3,7052 -0,90% -0,0337 3,7367 3,6868
14:09:00 3,6945 3,6957 -1,16% -0,0432 3,7367 3,6868
14:00:00 3,6878 3,6904 -1,30% -0,0485 3,7367 3,6868
13:50:00 3,6931 3,6954 -1,16% -0,0435 3,7367 3,6868
13:39:00 3,6901 3,6912 -1,28% -0,0477 3,7367 3,6868
13:29:00 3,6918 3,6930 -1,23% -0,0459 3,7367 3,6868
13:19:00 3,6868 3,6889 -1,34% -0,0500 3,7367 3,6868
13:09:00 3,6895 3,6907 -1,29% -0,0482 3,7367 3,6895
12:59:00 3,6918 3,6934 -1,22% -0,0455 3,7367 3,6903
12:49:00 3,6903 3,6912 -1,28% -0,0477 3,7367 3,6903
12:39:00 3,6933 3,6944 -1,19% -0,0445 3,7367 3,6917
12:29:00 3,6917 3,6922 -1,25% -0,0467 3,7367 3,6917
12:19:00 3,6953 3,6964 -1,14% -0,0425 3,7367 3,6953
12:09:00 3,6977 3,6987 -1,08% -0,0402 3,7367 3,6977
12:00:00 3,6985 3,6993 -1,06% -0,0396 3,7367 3,6985
11:49:00 3,7131 3,7143 -0,66% -0,0246 3,7367 3,7089
11:39:00 3,7120 3,7131 -0,69% -0,0258 3,7367 3,7089
11:29:00 3,7100 3,7111 -0,74% -0,0278 3,7367 3,7089
11:19:00 3,7089 3,7104 -0,76% -0,0285 3,7367 3,7089
11:09:00 3,7108 3,7128 -0,70% -0,0261 3,7367 3,7108
10:59:00 3,7154 3,7162 -0,61% -0,0227 3,7367 3,7125
10:49:00 3,7187 3,7210 -0,48% -0,0179 3,7367 3,7125
10:39:00 3,7199 3,7207 -0,49% -0,0182 3,7367 3,7125
10:29:00 3,7210 3,7231 -0,42% -0,0158 3,7367 3,7125
10:19:00 3,7125 3,7131 -0,69% -0,0258 3,7367 3,7125
10:09:00 3,7162 3,7172 -0,58% -0,0217 3,7367 3,7148
10:00:00 3,7148 3,7155 -0,63% -0,0234 3,7367 3,7148
09:49:00 3,7165 3,7190 -0,53% -0,0199 3,7367 3,7165
09:39:00 3,7252 3,7262 -0,34% -0,0127 3,7367 3,7252
09:29:00 3,7330 3,7337 -0,14% -0,0052 3,7367 3,7284
09:20:00 3,7284 3,7305 -0,23% -0,0084 3,7367 3,7284
09:09:00 3,7367 3,7372 -0,05% -0,0017 3,7367 3,7367

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.