ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for pro Negocie como um profissional: Aproveite discussões em tempo real e ideias que movimentam o mercado para superar a concorrência.

IPA-10 fecha abril de 2016 com alta de 0,35%

LinkedIn

O Índice de Preços ao Produtor Amplo – 10 (IPA-10) registrou taxa de variação de 0,35% em abril de 2016, caracterizando desaceleração ante a valorização de 0,56% aferida no mês anterior. O IPA-10 é calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com base nos preços de produtos agrícolas e industriais negociados no setor atacadista brasileiro, coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

Os Bens Finais registraram taxa de variação de 0,77%, em abril, ante 1,45%, em março. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo alimentos processados, cuja taxa passou de 0,70% para -0,29%. O índice relativo a Bens Finais (ex), calculado sem os subgrupos alimentos in natura e combustíveis, registrou variação de 0,21%. No mês anterior, a taxa de variação foi de 0,67%.
O índice do grupo Bens Intermediários registrou variação de -0,73%. No mês anterior, a taxa havia sido de -0,65%. Três dos cinco subgrupos apresentaram desaceleração, com destaque para materiais e componentes para a manufatura, cuja taxa de variação passou de -0,75% para -1,34%. O índice de Bens Intermediários (ex), obtido após a exclusão do subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, registrou variação de -0,79%. No mês anterior, este índice registrou variação de -0,47%.
O índice do grupo Matérias-Primas Brutas registrou variação de 1,15%. Em março, a taxa foi de 0,97%. Contribuíram para a aceleração do grupo os itens: minério de ferro (1,22% para 8,90%), laranja (8,58% para 15,33%) e soja (em grão) (-5,72% para -4,95%). Em sentido inverso, destacaram-se os itens: mandioca (aipim) (4,38% para -14,69%), bovinos (1,56% para -0,51%) e fumo (em folha) (6,76% para -0,66%).

Acompanhe aqui toda a evolução do Índice de Preços ao Produtor Amplo de abril, principal indicador da evolução dos preços no setor atacadista brasileiro calculado pelo Índice Geral de Preços (IGP)

Deixe um comentário