S&P piora projeção para PIB brasileiro, que deve cair 3,6% em 2016 e subir só 0,5% em 2017

LinkedIn

A Standard & Poor’s revisou negativamente as expectativas para o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Segundo os dados divulgados hoje, a agência de risco espera uma retração econômica de 3,6% no país em 2016, número pior do que os -3,0% estimados no último levantamento, realizado em janeiro. Para 2017, o crescimento esperado da economia caiu de 1,0% em janeiro para 0,5% agora.

E o impacto da retração econômica brasileira atingirá também a economia da América Latina. A S&P, que em janeiro esperava uma queda do PIB na região de 0,2%, agora estima uma retração econômica de 0,7%. O pessimismo deve se estender ao próximo ano, em que a agência de risco espera um crescimento de 1,8% na região, uma porcentagem 0,3% menor do que os 2,1% previstos em janeiro.

Para a S&P, o impacto da permanente baixa dos preços das commodities, as incertezas com relação ao futuro da economia chinesa e as instabilidades macroeconômicas têm contribuído negativamente para o desempenho das economias latino-americanas e do Caribe.

Brasil em situação pior

A agência de risco destaca que a influência regional brasileira pode retardar a recuperação econômica da América Latina. Segundo o relatório, o Brasil vive uma situação econômica pior por conta dos problemas políticos que enfrenta, o que contribui para a baixa no crédito e para os sucessivos problemas nas empresas instaladas no país, deteriorando ainda mais a situação econômica.

Deixe um comentário