Sem novas entradas, primeira prévia do Ibovespa exclui Cia Hering e Oi ON

LinkedIn

Na primeira prévia da segunda carteira teórica do Índice Bovespa de 2016, a BM&FBovespa informou a saída das ações ordinárias (ON, com voto) da varejista Cia Hering (BOV:HGTX3) e da operadora de telefonia Oi (BOV:OIBR3). A nova carteira entrará em vigor em 2 de maio e valerá até 2 de setembro deste ano. A prévia divulgada hoje tem como base o fechamento do pregão de 31 de março e totaliza 59 ativos de 56 companhias, ante 61 ações hoje.

Sem novas participantes, as mudanças do Ibovespa trazem apenas pesos maiores para ações já tarimbadas na bolsa. O Ibovespa é atualizado a cada quatro meses, de acordo com um cálculo que leva em conta o volume de negociação das ações e seu valor de mercado. Dessa forma, o índice acaba reunindo as maiores empresas e as mais líquidas, e serve de base para os investidores no mercado acionário cobrarem os resultados dos gestores de carteiras e fundos. Mas há outros índices, que retratam setores, como financeiro, elétrico, prestadores de serviços públicos, ou segmentos de mercado, como sustentabilidade, carbono eficiente, pequenas empresas (small caps), dividendos e até fundos imobiliários. No total, a BM&FBovespa tem 23 índices, que são atualizados também a cada quatro meses.

A participação das ações preferenciais (PN, sem voto) de Itaú Unibanco continua puxando o indicador, com peso de 10,842%, seguidas pelos papéis ordinários (ON, sem voto) da Ambev, 8,483%, Bradesco PN, 7,935%, BR Foods ON, 4,768% e Petrobras PN, 4,065%. Só BR Foods perdeu espaço na nova carteira, enquanto as demais empresas ganharam. Na carteira anterior, Itaú Unibanco PN tinha peso de 10,689%, Ambev ON, 7,885%, Bradesco PN, 6,821%, BR Foods ON, 5,102%, e Petrobras PN, 3,812%.

A Bovespa ainda divulgará mais duas prévias, antes da publicação da carteira definitiva.

Outro índice importante, o IBrX 100, que tem cálculo parecido com o do Ibovespa, mas reúne 100 papéis, usado por fundos de pensão e estrangeiros por ser mais amplo e pulverizado e dar uma visão mais geral do mercado brasileiros, registrou a saída das ações ON da PDG Realty. Já CVC Brasil ON entrou. No IBrX 50, índice que corrige o ETF PIBB, do BNDES, entraram Energias do Brasil ON e Tractebel ON e saíram Cyrela ON e Localiza ON.

Deixe um comentário