ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for alerts Cadastre-se para alertas em tempo real, use o simulador personalizado e observe os movimentos do mercado.

Ibovespa abre com forte baixa e apenas duas altas; juros longos avançam e dólar sobe para R$ 3,57

LinkedIn

Por volta das 11 horas, o Índice Bovespa abria a semana com perdas de 1,40%, para 49.029 pontos. O mercado repercutia negativamente informações da reportagem do jornal ?Folha de S.Paulo? de que o senador Romero Jucá teria sugerido um pacto para deter o avanço das investigações da Operação Lava Jato.

Hoje, o presidente interino Michel Temer entregará no Congresso Nacional a proposta de nova meta fiscal para este ano, com previsão de déficit de R$ 170,5 bilhões.

No horário, as ações preferenciais (PN, sem voto) do Itaú Unibanco (BOV:ITUB4) perdiam 0,70%, Bradesco PN (BOV:BBDC4) (BOV:BBDC4), 0,90%, os papéis ordinários (ON, com voto) do Banco do Brasil (BOV:BBAS3), 1,39%, e as units (recibos de ações) do Santander (BOV:SANB11), 0,45%. No mesmo sentido, com o petróleo mais fraco no exterior, Petrobras ON (BOV:PETR3) e PN recuavam 2,91% e 3,93%, respectivamente. Vale ON (BOV:VALE3), por sua vez, registrava recuo de 0,70%, ao passo que Vale PNA (BOV:VALE5) ganhava 1,13%.

Usiminas cai quase 5%; Ibovespa tem apenas duas altas

Os piores recuos do Ibovespa estavam com Usiminas PNA (BOV:USIM5) (BOV:USIM5), 4,92%, Kroton ON (BOV:KROT3) (BOV:KROT3), 4,57%, Estácio ON (BOV:ESTC3), 4,28%, e Braskem PNA (BOV:BRKM5) (BOV:BRKM5), 4,05%. Na contramão, as únicas duas altas do índice ficavam com as exportadoras Fibria ON (BOV:FIBR3) (BOV:FIBR3), 2,53%, e Suzano Papel PNA (BOV:SUZB5) (BOV:SUZB5), 1,88%, com a divisa americana mais forte sobre o real.

Bolsas estrangeiras perdem; petróleo cai mais de 1%

Lá fora, no mercado futuro americano, o Dow Jones perdia 0,07%, acompanhado pelo S&P 500, 0,06%, enquanto o índice da Nasdaq ganhava 0,01%. Hoje, o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) de St. Louis, James Bullard, disse acreditar que há ?mais aspectos favorecendo uma alta gradual dos juros locais, do que razões que justifiquem a manutenção das taxas?. Lá fora, o petróleo WTI, negociado em Nova York, também caía 1,94%, para US$ 47,47, assim como o barril do Brent, de Londres, 1,87%, para US$ 47,81.

Na Europa, os resultados preliminares para o Índice dos Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) de diversos países da região tiveram direções mistas. O PMI da manufatura teve leve queda de 51,7 pontos para 51,5 pontos, ante esperados 51,9 pontos. Já o PMI de serviços cse manteve aos 53,1 pontos, em linha com as expectativas de 53,2 pontos. O indicador composto recuou de 53 pontos para 52,9 pontos, seu menor nível nos últimos 16 meses. O Stoxx 50, das 50 ações mais líquidas do bloco, tinha baixa de 0,97%, como o britânico Financial Times, 0,34%, o francês CAC, 0,82%, e o alemão DAX, 0,63%.

Juros longos avançam e dólar sobe para R$ 3,57

Pela manhã, com tensões políticas envolvendo o senador Romero Jucá e a Lava Jato, os juros futuros com vencimento em janeiro de 2017 permaneciam em 13,48% ao ano. Para 2018, as projeções subiam de 12,72% para 12,82%, assim como as taxas válidas até 2021, que tinham alta de 12,35% para 12,56%. Sem a presença do Banco Central (BC) no mercado hoje, o dólar comercial subia 1,40%, para r$ 3,57 na venda, seguido pelo dólar turismo, que avançava 0,82%, sendo vendido por R$ 3,71.

As taxas futuras eram pressionadas pelo aumento de 0,68% do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) na terceira quadrissemana do mês de maio. Além disso, a projeção de instituições financeiras para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), neste ano foi ajustada 7% para 7,04%. Para 2017, a expectativa foi mantida em 5,5%. Os números fazem parte de pesquisa feita todas as semanas pelo BC com participantes do mercado, o Boletim Focus.

Deixe um comentário